Viação Itapemirim: sócia critica paralisação total e alerta sobre falência

Medida da Viação Itapemirim foi duramente criticada por Camila Valdivia, que alertou que tal iniciativa de parar por completo colocaria a empresa em risco de falência.

Por Ônibus Paraibanos
Imagens Paulo Rafael Viana

O anúncio da Viação Itapemirim de que pararia completamente suas atividades a partir de amanhã surpreendeu até quem acompanha o transporte rodoviário com maior atenção. Isso porque a empresa está em recuperação judicial e tal medida pode comprometer ainda mais sua saúde financeira. Empresas suspenderam, cancelaram ou alteraram horários de linhas. Além da Itapemirim, a Novo Horizonte também tomou a iniciativa de parar completamente, mas por conta de restrições em quase todos os estados onde atua.

Além da recuperação judicial, a empresa ainda enfrenta problemas de relacionamento entre seus sócios Sidnei Piva e Camila Valdivia. Piva está no comando da empresa após entrar com agravo de instrumento contra Camila Valdivia, em dezembro do ano passado. Camila ainda é sócia, mas sem poderes para decidir nos rumos da Itapemirim.

Demonstrando estar preocupada com os rumos que a empresa está tomando no meio da crise, Camila Valdivia enviou um e-mail aos sócios e administrador judicial após tomar conhecimento da suspensão. Ela alerta sobre a possibilidade da recuperação judicial ser em vão e da empresa encerrar as atividades, uma vez que segundo Camila, tal parada completa por si só acarreta em risco para o processo de recuperação judicial da empresa.

Camila ainda alertou sobre a essencialidade do serviço anexando página do Diário Oficial com o decreto nº 10.282, que determina o que são os serviços essenciais que não podem ser paralisados completamente, dentre os quais o transporte interestadual de passageiros, cabendo a ANTT qualquer parecer a respeito. Criticou até mesmo os contratos de aluguel com empresas para operação de linhas no centro e sul do país, referindo-se aos ônibus que operam como Kaissara em linhas já comprometidas pela crise, sugerindo que os recursos poderiam ser realocados para operação de linhas no Nordeste, onde o comprometimento do serviço não está tão agudo.

A capacidade financeira da empresa também é uma preocupação explícita de Camila Valdivia. Segundo ela, a empresa não tem como pagar as rescisões que já foram realizadas, enquanto a Itapemirim teria uma estimativa de demitir 700 funcionários. Alerta que demissões acontecem em Paraíba do Sul, com 15 motoristas demitidos, e que em setores como Rio de Janeiro e Cachoeiro do Itapemirim, o setor administrativo e operacional foi todo mandado embora. Alerta que a empresa pode ser multada pelo Ministério Público do Trabalho por não conseguir pagar as rescisões de todos os demitidos. E que a multa seria milionária.

Outro alerta de Camila é a possibilidade da ANTT intervir na empresa por causa da paralisação geral. E que não iria permitir que a empresa vá a falência por “atitudes desenfreadas”

A sócia do Grupo Itapemirim aguarda que medidas sejam tomadas para que evitar que danos irreparáveis aconteçam e a Viação Itapemirim encerre suas atividades em breve.

O site Ônibus Paraibanos deixa o espaço aberto para que a presidência do Grupo Itapemirim se manifeste e traga a sua versão.

7 Replies to “Viação Itapemirim: sócia critica paralisação total e alerta sobre falência”

  1. Junior disse:

    De administração parece que esse tal de Sidney entende de nada, o sujeito toma umas atitudes que demonstra pura ansiedade e porque não dizer mau caratismo mesmo. O juiz que colocou ele na presidência da empresa foi muito inteligente… (ironicamente).

    • Jadilson disse:

      Autoridades competentes será que ninguém está vendo que esse Sidney entrou pra acabar com a empresa e destruir um sonho que não era só do seu Camilo mas de todos nós brasileiros que amamos essa empresa e estamos vendo ela sendo destruída por um péssimo e ganancio administrador…e lamentável

  2. MGA disse:

    Infelizmente esse cara é um golpista no dia 20 deste mês no pagamento dos motoristas ele descontou 300 reais de todos os funcionários e no outro dia demitiu muita gente tem setor que praticamente não ficou ninguém e quem já estava recebendo a recisão parcelada ele não pagou infelizmente esse fdp vai dar mais um golpe em muitos pais de família igual as outras empresas onde passou

  3. Joubert Átila Antônio Roberto Motta disse:

    Eu fui funcionário me dispensaram em 2016 é até hoje não recebi nada corri atrás dos meus direitos em juízo mas até hoje não pagaram nada perdi tudo por causa da mau administração

  4. Cleidinaldo José disse:

    Fui demitido dia 23/03/20
    Sem motivo algum
    Tenho 12 anos e 6 meses de empresa
    Passamos por tempos ruins na empresa e aguentamos firmes
    Espero que pelo menos cumpram com sua obrigação de nós pagar nosso tempo de casa

  5. Cleidinaldo José disse:

    O Governo passou para empresas que reduzissem nosso salário pra não haver demissões
    Reduziram nosso salário e fomos demitidos assim mesmo
    Recebemos todo dia 20 adiantamento de 40% do salário que daria 861 reais
    Recebemos 516 reais já veio reduzido mesmo assim fomos demitidos
    Espero que pelo menos a empresa nos pague nosso tempo de casa que é protegido por Lei

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.