Ônibus Paraibanos

Todos os assentos dos coletivos de Palmas passam a ser preferenciais

Por G1
Imagens Divulgação/Shelen Assakawa

Todos os assentos dos ônibus do transporte coletivo público de Palmas agora são preferenciais. A lei foi aprovada em janeiro e os avisos estão sendo fixados nos veículos. Mulheres grávidas, idosos com mais de 60 anos, pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida e mulheres com criança de colo se encaixam no grupo de preferência.

A Maria Luzinete tem 77 anos e utiliza o transporte público com frequência. Ela faz parte de um dos grupos prioritários e comentou que aprova a novidade, mas teme que não funcione.

“É bom, mas não vale porque todos os ‘velhos’ quando chegam lá para pedir, eles não dão lugar. Se você não pedir são poucos que saem para dar lugar. É assim, sabe que tem o direito, mas na hora que precisa não consegue. Na teoria a lei é boa, mas precisa ser cumprida. Se ficar só no papel não adianta”, comentou.

A Lei nº 2.538 foi aprovada pela Câmara Municipal de Palmas e passou a valer no início de janeiro de 2020, após ser sancionada e publicada no Diário Oficial de Palmas. Cartazes estão sendo fixados nos coletivos para alertar os passageiros sobre a mudança dos assentos preferenciais.

Cartaz fixado dentro de ônibus em Palmas

As pessoas que, de forma temporária ou permanente, possuem dificuldades de se movimentar serão beneficiadas. O texto explica que obesos também fazem parte do grupo de pessoas com mobilidade reduzida.

Antes da lei ser sancionada apenas alguns assentos, próximos das portas de saída, eram preferenciais para esses grupos.

Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.