Ônibus Paraibanos

Ônibus Paraibanos na rua: Transnacional no Carnaval de Jacumã

Por Ônibus Paraibanos
Imagens Paulo Rafael Viana

Todos os anos, as linhas do distrito de Jacumã, no Conde, são reforçadas para atender a demanda que aumenta durante o período do Carnaval. As praias de Jacumã são um dos destinos mais procurados pelos paraibanos nesse período. O reforço das linhas é garantido pelo segundo ano seguido pela Transnacional, reforçando as linhas 5105 (ex-5301, via BR-101) e 5107 (ex-5305, via PB-008).

O reforço da linha 5105-Jacumã/BR-101, que passa em Cruz das Armas e no Centro de João Pessoa, implica na “hibernação” da linha 5106 (que vai até o Centro do Conde), que durante o período carnavalesco não roda, sendo absorvida pela linha 5105. O reforço para a linha de Jacumã via BR-101 é de sete ônibus, ou seja, a frota com bilhetagem seccionada. Os ônibus passam a cada 15 minutos.

Falando na bilhetagem seccionada, os validadores do sistema foram substituídos pela atual versão V6 da Transdata, a mesma empregada na Grande João Pessoa, com módulo para depósito dos cartões embarcados, que também foram trocados por cartões que agora exibem o nome do Consórcio Metropolitano.

 

Já a linha 5107-Jacumã/PB-008 roda com quatro veículos, também a cada 15 minutos, com um detalhe: não é a frota fixa (51033, 51034 e 51035) que roda na linha, e sim os ônibus da frota municipal da Transnacional de João Pessoa. Os carros 07155, 07157 e 07158 foram encontrados rodando na linha. Isso é possível porque em João Pessoa o esquema de horários da frota municipal no período de Carnaval é de sábado e domingo, por isso há carro sobrando na garagem, preferencialmente a frota de 2017 operante nas linhas 303, 3510 e 5310 (lembrando que o 07199 é a única unidade de 2017 da Transnacional que não roda nessas três linhas – opera no 2514).

Como a linha 5107 não passa nem no Centro de João Pessoa nem no Centro do Conde – atende Mangabeira e Valentina, dois dos maiores núcleos populacionais da capital paraibana -, roda um itinerário menor, por isso cobra tarifa única – a mesma cobrada no transporte municipal pessoense, diferindo na integração eletrônica. Também por isso mantém a frequência de 15 minutos idêntica a linha da BR-101, mesmo essa sendo maior em itinerário, com menos carros.

E ainda encontramos o carro 51031, que roda na linha J001. Essa linha integracional foi criada justamente para atender as praias e localidades ao sul do Conde, como Dona Antônia, Carapibus e Tambaba, até então atendidas por horários específicos das linhas maiores. A linha atende especificamente a essas localidades, enquanto 5105 e 5107 mantém seus itinerários intocados. O detalhe é que o validador do ônibus em questão ainda é o “tijolo” da Transdata. A tarifa da linha é de R$ 1,20.

O esquema de reforço de Jacumã é válido até a meia-noite desta terça-feira (23), após isso a operação habitual retorna – e a linha 5106 também.

A Transnacional atua no Conde desde agosto de 2018, após vencer licitação das linhas metropolitanas realizado pelo DER no mesmo ano. Ela assumiu com a sua marca as linhas que até então eram operadas pelas empresas-irmãs Santa Maria e Reunidas, que agora operam apenas no municipal de João Pessoa. Conde e Cabedelo são operadas em lote único – o lote 51 – enquanto Bayeux – o lote 56 – é operada em consórcio entre a Transnacional, TR Transportes (antiga Rodoviária Santa Rita) e Das Graças.

Compartilhe esta matéria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.