Para Volvo, ônibus autônomo pode demorar mais de uma década

A tecnologia também pode ser usada para melhorar a segurança, acrescentou.

Por Bloomberg
Imagem Divulgação

Motoristas de ônibus serão necessários por pelo menos mais 10 a 15 anos antes que veículos autônomos assumam o controle, segundo a previsão de um executivo da Volvo, um sinal de que a tecnologia de direção autônoma pode levar mais tempo para transformar o transporte público.

Mas, antes da transição, empresas de transporte podem aumentar a eficiência com tecnologias autônomas que facilitam, por exemplo, a operação de ônibus em áreas de depósito, disse Akash Passey, vice-presidente sênior da montadora sueca de ônibus e caminhões, durante a conferência de tecnologia Sooner Than You Think, realizada pela Bloomberg em Cingapura, na quinta-feira. A tecnologia também pode ser usada para melhorar a segurança, acrescentou.

“Os níveis de fadiga dos motoristas vão melhorar com aplicações mais autônomas incorporadas aos ônibus”, disse Passey. “Os motoristas terão que fazer menos coisas, o que significa que estarão mais focados na estrada.”

A Volvo disse em março que seus ônibus autônomos de tamanho normal, com capacidade para cerca de 80 passageiros, em breve começariam a circular no campus da Universidade Tecnológica de Nanyang, em Cingapura, antes que os testes fossem realizados nas vias públicas.

Cingapura informou que pretende operar serviços programados usando ônibus autônomos durante os períodos fora da hora de pico em três áreas residenciais nos arredores da cidade até 2022. O país construiu uma minicidade para o teste de veículos sem motorista com cruzamentos, semáforos, pontos de ônibus e travessias de pedestres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.