Ônibus Paraibanos

Kaissara, do Grupo Itapemirim, tem seu recadastramento aprovado pela ANTT

Por Ônibus Paraibanos
Imagens JC Barboza

A ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, concedeu através de uma deliberação publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 29/08, a aprovação do recadastramento da Viação Caiçara ou Kaissara, seu nome fantasia, para a prestação do serviço de transporte rodoviário coletivo interestadual e internacional de passageiros realizado em regime de autorização, referente ao Termo de Autorização de Serviços Regulares – TAR.

Essa recadastramento autoriza a Kaissara, empresa do Grupo Itapemirim, a manter a operação das linhas interestaduais da empresa com origem capixaba e que opera desde 2015, 68 linhas provenientes da Viação Itapemirim.  Com esse recadastramento, apesar de estar em recuperação judicial, a empresa pode solicitar novos mercados e alterações nos já operados pela empresa.

A mesma deliberação que aprovou o recadastramento da Kaissara, também recadastrou as empresas Paratins Transportes e Turismo e TPC Transportes e Turismo LTDA. – EPP.

A aprovação segue os termos do art. 24 da Resolução nº 4.770, de 25 de junho de 2015 e mantém as condições impostas quando da outorga do Termo de Autorização. A deliberação que traz a aprovação do recadastramento das empresas é a de número 874.

Compartilhe esta matéria

4 comentários em “Kaissara, do Grupo Itapemirim, tem seu recadastramento aprovado pela ANTT”

  1. antonio santos gomes

    eu acho uma vergonha uma pesma empresa como a itapemirim ter novas linhas quem tinha de ter estes pprestigios seria a gontijo que e uma otima empresa

    1. Aonde vc leu que a empresa terá novas linhas? Isso não é prestígio, apenas a empresa atendeu as exigências da ANTT e teve seu recadastramento aprovado como qualquer outra empresa que venha solicitar e atenda as exigências da ANTT, assim como a Gontijo fez.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.