O motorista pode acionar o freio de mão para cumprimentar o colega no outro ônibus?

Por Blog do Caminhoneiro
Imagem Divulgação

Muitas pessoas gostam do barulho que o sistema de ar comprimido dos veículos comerciais faz quando acionado. Gostam tanto que vários motoristas, principalmente os de ônibus, fazem aquele “tchxii, tchxii” para homenagear o colega de trabalho que dirige o veículo que segue na pista em sentido contrário e, para isso, acionam a válvula do freio de mão. A WABCO, fornecedora global líder em sistemas de controle de frenagem e em tecnologias avançadas que melhoram a segurança, a eficiência e a conectividade de veículos comerciais, esclarece esta questão por meio da WABCO ACADEMY, centro de excelência em treinamento técnico. “A filosofia da WABCO ACADEMY é compartilhar conhecimento prático e informações obtidas ao longo de anos de experiência”, diz Osmar Lopes, coordenador de assistência técnica e treinamento da WABCO e responsável pela WABCO ACADEMY América do Sul. A resposta certa é que, para cumprimentar, não se deve utilizar o sistema pneumático do freio do veículo.

Acontece que, com o veículo em movimento, não convém acionar o freio de mão, ou melhor, o freio de estacionamento. Como o próprio nome já diz, o freio de estacionamento deve ser usado quando o veículo estiver parado. Ele garante que o veículo não se movimente quando estacionado. Ao acionar o punho da válvula com o veículo em movimento, o resultado não é apenas o barulho do ar. O freio de estacionamento mobiliza uma força proporcional ao acionamento de até duas toneladas contra o eixo do veículo. O ônibus continua andando, mas as rodas podem travar. Portanto, representa um perigo para a segurança no trânsito. Além disso, pode danificar o sistema de frenagem e até o veículo.

A funcionalidade do freio de estacionamento é manter o veículo parado quando já se encontra imobilizado, com o motor ligado ou não. O motorista deve acioná-lo controladamente em uma situação de emergência, quando há necessidade de reduzir a velocidade e o veículo apresentar alguma falha no freio de pedal. Mas, é claro que o punho da válvula do freio de estacionamento deve ser puxado em uma situação de emergência. O sistema de frenagem de veículos comerciais é formado por uma série de componentes que trabalham em conjunto para desacelerar e parar o veículo por completo. São sistemas com capacidade de carga acima de cinco toneladas e que funcionam por meio do uso de ar comprimido. O ar comprimido atua em todo o sistema de frenagem (freio de serviço, estacionamento ou motor). No freio de estacionamento, a válvula retira o ar comprimido acumulado nos cilindros e, por meio da mola, aciona os freios estacionando o veículo.

Fazer barulho para cumprimentar no trânsito é uma prática que deve ser abandonada. Por exemplo, a buzina é um sinal de alerta e apenas deve ser acionada em caso de necessidade. A legislação estabelece quando o uso da buzina é apropriado ou considerado como infração e passível de multa. Melhor mesmo deixar para cumprimentar e conversar com o colega na garagem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Vissta Buss 360 da 1001 Torino da Turp Transporte Viação Águia Branca estreia o Marcopolo G8 Apache Vip V da Transportes Flores Apache Vip IV da Auto Viação Vera Cruz Viação Águia Branca recebe os primeiros Marcopolo G8 Apache Vip IV da Viação Araçatuba Novos chassis rodoviários Volvo para longas distâncias Apache Vip IV com a nova identidade da N.S. Penha As novidades da Opção Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 07/2021 Apache Vip V da 1001