Comil consegue aprovar plano de recuperação judicial

Por:

CarroceriasPostagens MISC/Variadas

Por Jornal do Comércio
Imagem JC Barboza

Uma das decisões de processos de recuperação judicial mais aguardadas teve desfecho nesta quinta-feira (25) no interior do Rio Grande do Sul. Assembleia de credores aprovou o plano de recuperação judicial da fabricante de ônibus Comil, com apoio de 99% dos credores, representando 60% dos créditos. A plenária foi em Erechim, no Alto Uruguai gaúcho, na divisa com Santa Catarina. A empresa tem uma dívida de R$ 438 milhões.

Estavam presentes 1.390 credores. A totalidade de trabalhadores votaram pela aprovação do plano, informou Silvio Luciano Santos, sócio do escritório Medeiros, Santos & Caprara, que assessora a empresa no processo, que também tem a atuação do escritório Dárcio Vieira Marques e Rafael Brizola Marques. Com a decisão, a Comil entra em uma nova etapa da recuperação, iniciada em 2016.

Serão dois anos para implementar o que o plano prevê, sob fiscalização da Justiça. Após esse prazo, a recuperação é encerrada, e a empresa segue a operação dando continuidade ao acordo com devedores. Caso haja descumprimento das medidas nos dois anos, a falência pode ser requisitada.

“A aprovação do plano é um marco importantíssimo para a companhia. As tratativas negociais sempre tiveram como princípio a preservação da empresa e aproximação dos credores, para que aderissem ao plano e apoiassem na reestruturação”, ressalta Santos. “O resultado da assembleia comprova a viabilidade da empresa”, reforça o advogado.

A Comil tem 1.050 empregados e fabrica, em média, cinco ônibus por dia. No ano passado, a produção cresceu 29%, e a receita atingiu R$ 300 milhões. Desde que ingressou com o pedido de recuperação judicial, a fabricante mantém em dia pagamentos de funcionários, fornecedores, clientes e agentes públicos, garante os advogados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.