40 anos do B-58 no Brasil

Por Ônibus Paraibanos com informações de Inbus Transport
Imagens Paulo Rafael Viana / Acervo Paraíba Bus Team

A fábrica da Volvo do Brasil está comemorando este ano, 40 anos da produção do seu primeiro ônibus genuinamente brasileiro. O primeiro chassi, o B-58, ficou pronto em março de 1979 e foi batizado com a numeração 300-001 montado sob a carroceria Marcopolo III da empresa Transpen de Ibati, Paraná.

Das 10827 unidades do B-58 produzidas no país, 8170 foram adquiridas pelo mercado nacional, enquanto as 2657 restantes, foram exportadas.

Santa Cruz no Almeidão (3)

O B-58 foi o primeiro chassi a ser fabricado com o motor central, localizado no entre-eixos do veículo. Ele entrou para a história da montadora como um produto de grande aceitação e de constante evolução tecnológica que pode ser visto até hoje em operação nas estradas brasileiras, mesmo com a sua produção se encerrando em agosto de 1998.

Testemunhas de Jeová (25)

A primeira empresa a adquirir um veículo Volvo 100 % nacional, foi a curitibana Viação Graciosa em 17 de dezembro de 1979 que preserva o Diplomata que recebeu esse chassi até hoje em sua frota.

P1130201

Este foi o mais bem sucedido chassi para ônibus da Volvo na época, adequado as operações urbanas e também ao transporte por longas distâncias. Com o seu motor central, podia ser apresentado nas versões 4X2 e 6X2 e articulada.

n2017-10-0223

Em 1982, Recife foi a primeira cidade do país a adquirir um grande lote do chassi Volvo B-58 para empregar no Projeto Padron (GEIPOT). Posteriormente Santos com cinco unidades e em maio de 1983, foi a vez do Rio de Janeiro. Ainda em 1983 foi lançado o motor TD 100G com maior potência e torque e um menos consumo de combustível.

Em 1984, a Volvo já exportava o B-58 para o Peru, Angola, Arábia Saudita, Bolívia,  Emirados Árabes, Congo e Paraguai.

Exportacao_Angola-Mpolo_Torino_1983_Volvo_B58

Em 1986, a Volvo lançou o B10M que usava o motor THD 100D (9,6L) diesel de 6 cilindros em linha, turbo alimentado, com intercooler e potência de 250 cv. Era mais uma opção para os transportadores nacionais e fazê-los acreditar na seriedade da marca.

DSC04370

Posteriormente foram lançados a evolução do B-58, o B-58E nas versões 4X2 e 6X2, que recebeu o “E” de ecológico, atendendo os níveis de emissões exigidos pela norma ambiental do país para os anos seguintes e se transformou num grande sucesso de vendas do mercado brasileiro. Em 1992 surge a versão bi-articulada do chassi.

ED003

Eram produzidos os seguintes modelos do B-58: B-58 rodoviário, urbano e fretamento, articulado e bi articulado urbano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.