PMCG usa humor em vídeo explicativo sobre integração temporal

Por Portal Correio
Foto JC Barboza
Vídeo Instagram STTP-CG

A Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos de Campina Grande (STTP) usou o bom humor para orientar a população sobre a integração temporal nos ônibus. O serviço começou a vigorar neste sábado (12), está em fase experimental e ainda causa dúvidas. Apesar disso, o chefe da STTP, Félix Neto, disse ao Portal Correio que há agentes orientando os usuários e que “tudo segue transcorrendo tranquilamente”.

Assista abaixo:

Os usuários de transporte coletivo da cidade poderão pegar dois ônibus de linhas diferentes pagando apenas uma tarifa, dentro de um intervalo de 1 hora, em qualquer parada do município. Veja abaixo todas as orientações sobre o serviço.

A medida foi anunciada em 27 de dezembro durante reunião de gestores da prefeitura e do sistema de transporte público e adiou o aumento da tarifa, que permanece custando R$ 3,30.

De acordo com o chefe da STTP, o serviço está em fase experimental e passará por nova avaliação no dia 31 de janeiro para que sejam feitos ajustes, se for necessário.

Entenda o serviço

O usuário deve ter o cartão de bilhetagem eletrônica, que pode ser providenciado gratuitamente na sede do Sindicato das Empresas (Sitrans),na Rua Irineu Joffily, 227, no Centro.

Idosos, estudantes e Portadores de Necessidades Especiais (PNE) não terão alterações nos benefícios que já são concedidos.

Ao passar o cartão no validador dentro do ônibus, a segunda tarifa aparece zerada e o acesso na catraca é liberado. Isso deve ocorrer dentro de um intervalo de tempo específico. No caso de Campina Grande, esse tempo será de 1 hora.

“Saindo de São José da Mata para o shopping Partage, por exemplo, o usuário não precisa mais ir para o Terminal de Integração no Centro. Basta descer em uma parada da Avenida Portugal, em Bodocongó [por exemplo], pegar o 245 e seguir para o shopping, pagando apenas uma tarifa”, exemplificou Félix Neto para explicar o funcionamento.

Se o usuário não tiver o cartão de bilhetagem eletrônica e fizer o pagamento da tarifa em dinheiro no ônibus, ele só poderá fazer integração com outra linha indo ao Terminal de Integração, no Centro da cidade, que segue operando normalmente.

Caso o tempo de 1 hora seja excedido ou o usuário pegue o segundo ônibus de uma mesma linha, dentro do intervalo de 1 hora, a segunda tarifa será cobrada normalmente. “A integração temporal só funciona para linhas diferentes”, reforça Félix Neto.

Mais dúvidas sobre o serviço podem ser esclarecidas com equipes da STTP no Terminal de Integração, no Sitrans ou por meio dos telefones 3341-1278 ou 3341-6788.

Félix Neto orienta que os usuários conheçam o mapa de ônibus de Campina Grande. A previsão de horário e o trajeto de todas as linhas da cidade podem ser consultados por meio de um aplicativo de celular, do Google Transit ou do site do projeto Ciom. 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.