CG: Diálogos sobre novo sistema de integração dos ônibus será realizado em janeiro

Discussões voltadas ao valor da tarifa do transporte ficarão para o final de janeiro de 2019.

by:

Postagens MISC/Variadas

Por Paraíbaonline
Fotos JC Barboza/Divulgação

O superintendente da Superintendência de Trânsito e Transporte Público (STTP), Félix Araújo Neto, em entrevista para a radio CG FM nesta sexta-feira (28) falou sobre o novo sistema de integração de ônibus em Campina Grande.

O Conselho que discute a questão tarifária dos ônibus entrou em reunião com o SITRANS para discutir o aumento da passagem, que sofre um acréscimo de 0,50 centavos caso os ônibus permanecessem sem cobrador ou aumentariam para R$4,20 caso os cobradores voltassem a seus postos de trabalho dentro dos meios de transporte.

Porém, o prefeito Romero Rodrigues (PSDB), que se fez presente na reunião, solicitou o adiamento da questão referente ao valor para que fossem discutidas melhorias dos serviços já ofertados e para a implantação da integração temporal em toda a cidade no intuito de facilitar o trajeto da população.

– Essa proposta foi aceita pelo conselho, todos aprovaram, a discussão sobre tarifas foi adiada para o mês de Janeiro e agora a discussão é de implantação desse serviço pois o prefeito acredita que tendo mais qualidade e facilidade no transporte público, os passageiros serão resgatados. Houve uma perda de três milhões de passageiros de ônibus. Esse sistema facilita a vida das pessoas no sentido de permitir que elas escolham o melhor trajeto e a integração será na cidade toda – disse ele.

O superintendente disse que no dia 8 de Janeiro, às 09h00 da manhã na STTP, a será feita a discussão com levantamentos concretos de questões relacionadas ao sistema. A previsão de data de implantação inicial do sistema é para o dia 10 de Janeiro.

A atual questão, segundo Félix, está em volta do tempo que o sistema contabilizará entre uma parada e outra.

A integração física permanecerá em funcionamento, porém sem a obrigação de pagamento na entrada, estando o controle monetário específico sob responsabilidade dos cobradores na entrada de cada ônibus. O meio de integração definitivo do sistema será o cartão eletrônico, passando a ser de uso obrigatório para toda a população.

As discussões voltadas ao valor da tarifa do transporte ficarão para o final de janeiro de 2019.

*Informações da Rádio Campina FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.