Usuários questionam pesquisa sobre qualidade do transporte em Campina Grande

Por Portal Correio – Mayara Oliveira/Lorena Alencar
Imagem Chico Martins

CG-Transporte-Público-em-Campina-160718-CM-5

Usuários de ônibus de Campina Grande discordam de uma pesquisa que aponta o sistema de transporte da cidade como o melhor do Brasil. O levantamento da empresa Expert Market colocou o transporte público do município em 29º lugar no mundo, desbancando cidades nacionais e internacionais, como Rio de Janeiro, São Paulo, Roma, Vancouver, Lisboa e outras.

A professora aposentada Maria José reclamou do tempo que costuma esperar pelos transportes. “Acho tudo negativo porque teve uma gestão que a gente chegava aqui e tinham os ônibus, construíram os conjuntos habitacionais e parece que desviaram os ônibus pra esses conjuntos e não repuseram os ônibus pra linhas anteriores. A gente fica esperando aqui 30 minutos”, afirmou.

Mais usuários reclamam. “Quando eu fui saindo, o motorista me imprensou na porta, por causa da pressa. Acho que é um dos piores transportes públicos, carros muito velhos… Não eram nem pra estar rodando, aliás é tudo, sujeira que eles não limpam, o vidro na lateral não tem, muitos problemas”, relatou o aposentado de 78 anos, Antônio de Oliveira.

Maria de Lurdes, de 63 anos, também criticou o serviço. “Dizer que são os melhores ônibus? Eu não acho! As cadeiras são péssimas, as roletas passam meia hora pra passar o cartão, a Integração é um tristeza”.

“A frota de ônibus em Campina Grande ainda é muito precária, a quantidade de ônibus velhos rodando na cidade ainda é muito alta, não tem lógica a distância entre as paradas, são lugares muito inseguros, de manhã é até tranquilo, mas à noite não. São lugares mal iluminados. Paradas que não são padronizadas, não tem bancos pra sentar na maioria, falta de segurança dentro dos próprios ônibus, e eles sempre atrasam, não adianta, eles sempre passam com atraso mesmo que você acompanhe os horários pelo Google Maps”. Destacou o estudante de comunicação Augusto de Arruda.

Nas redes sociais do Portal Correio, mais usuários demonstraram insatisfação com o serviço. “Lógico que não é! Quem viaja e já andou em transportes de outras cidades sabe o quanto é ruim. Tem cidades com transporte limpo, novos e motoristas educados”.

“Curitiba e São Paulo dão uma pisa na Paraíba referente a transporte público. Ônibus maiores, articulados com capacidade de até 300 pessoas, climatizados e fora internet que é de graça dentro do próprio ônibus, tenho experiência própria, pois sou de lá. Os ônibus daqui oferecem desconforto e falta de ar! Isso sim. Deveria ser o pior transporte público do mundo”.

“É grave viu! Pôr o valor da passagem aqui em JP e CG não faz jus às condições dos ônibus. Caríssimo! Em horário de pico nem precisa comentar né?” disseram alguns.

Até o fechamento desta matéria, não havia nenhum comentário positivo nas redes sociais sobre o resultado da pesquisa.

STTP reconhece

O chefe da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP) Félix Neto disse que tem consciência dos problemas no transporte público de Campina Grande. “A gente julga que é um desafio a segurança nos ônibus, a própria modernização, internet. A gente sabe que tem muito o que fazer, sabemos que existem falhas, mas isso mostra que estamos acertando. Imagine então as críticas para as outras cidades?”, questionou.

“No cenário brasileiro existe um sentimento de que haja uma melhoria no transporte público. É uma opinião que se reflete em todo o Brasil, é um dos pontos de crítica de qualquer brasileiro. Agora, claro, que se compararmos com o de outras cidades de porte médio, o de Campina é bem melhor. As críticas são sempre bem vindas, recebemos de forma aberta”, respondeu ele, ao Portal Correio, sobre as críticas ao serviço.

Pesquisa

No geral 74 cidades espalhadas pelo mundo foram objetos da pesquisa, todas com mais de 300 mil habitantes. Confira aqui a lista.

Alguns dos critérios usados na pesquisa estavam o tempo médio gasto com deslocamento diário; tempo médio de espera por um ônibus ou trem a cada dia; distância média de viagem; dados do Índice de Custo de Vida Numbeo para calcular o custo médio de um cartão de viagem mensal como porcentagem do salário mensal; a porcentagem de passageiros que fazem pelo menos uma alteração como parte de uma única jornada e outras.

Serviço

O serviço de transportes de Campina Grande conta com cerca de 200 veículos e tem suporte online para informações de horários. Por meio de aplicativo de celular e plataforma Google, usuários podem consultar a previsão de horários de todas as linhas da cidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Busscar Vissta Buss DD da Auto Viação Catarinense A nova linha Marcopolo G8 Paradiso DD Rota Transportes com soluções Marcopolo BioSafe Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 06/2021 O novo Apache Vip Os raros El Buss da Gontijo Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental