A SIM voltou a ter Viale – e que história esse carro tem pra contar

por:

CuriosidadesÔnibus UrbanosParaíba

Por Josivandro Avelar
Fotos Fábio Gonçalves

Menos de um ano depois de dar baixa nos clássicos Viales VW, a SIM – Sistema Integrado Metropolitano – voltou a possuir uma carroceria do modelo. Só que dessa vez, encarroçado no chassi OF-1722M da Mercedes-Benz.

A unidade foi fabricada em 2008 e já é bem conhecida do meio. Fora comprada zero pela Transnacional de João Pessoa, onde foi inicialmente o 0732, rodando no tempo em que ocupou esta numeração na então linha 514-Mangabeira/Epitácio (hoje 5209-Cidade Verde/Epitácio-Rangel), onde junto com o 0736 foram os primeiros ônibus zero da linha depois de anos de repasses.

Porém, em 2012, o 0732 foi baixado precocemente do sistema, tendo ido para a TBS. Com a crise dos fretamentos, a empresa baixou todas as unidades de carroceria urbana e, em março de 2016, trouxe o veículo de volta, dessa vez com a pintura do U e como 0731.

Ironicamente, a numeração 0731 seria a destinada ao Torino de 2010 ex-RJ 161.121 da Santo Antônio, porém o Viale de 2005 que ocupava o prefixo na Transnacional permaneceu e o Torino passou a ser o atual 0732 (hoje na linha 2303-Mangabeira/Rangel-Pedro II). Na Baixada Fluminense, a numeração RJ 161.121 passou a ser ocupada por um Torino OF-1519, que por uma dessas coincidências do destino, viria a ser o atual 50.37 da SIM.

O 0731 de 2008 substituiu o Viale de 2005 e rodou na reserva das linhas com cobrador da Unitrans até o início deste ano, quando foi baixado. Incorporado à frota da SIM, manteve o outdoor do Passe Legal que fora seu último na Unitrans. E na empresa santarritense, substituiu o último Ciferal Citmax que ainda rodava na Grande João Pessoa, este o ex-47511 da Viação Redentor, do Rio de Janeiro, fabricado em 2005.

O veículo possui 2 portas e não é adaptado para cadeirantes. É o único carro da Rodoviária Santa Rita a possuir bancada europeia; esta, por sinal, herdada daquele Viale 0731 de 2005. Os letreiros FRT frontal e lateral foram substituídos por um frontal da Inova de cor branca, que era do antigo 50.05 e mantém desse modo em parte o padrão da SIM.

Além das modificações internas, o veículo recebeu a pintura do Consórcio Metropolitano, com nome e tudo, e com a expansão do consórcio para além de Bayeux, está no banco de reservas da empresa, podendo fazer todas as linhas da mesma, tanto em Bayeux quanto em Santa Rita. Nas imagens, o veículo aparece fazendo a linha de Várzea Nova.

Viale é uma carroceria que por si só já tem história para contar. E com a unidade que marca a volta do modelo para a Santa Rita, não poderia ser diferente.

Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.