O 2017 no transporte intermunicipal: as surpresas das empresas

De Ônibus Paraibanos
Por Josivandro Avelar
Imagens Acervo Paraíba Bus Team

GB FOR

Se em 2017 Bayeux mereceu um capítulo à parte, bem como as empresas que formaram o Consórcio Metropolitano, as demais empresas não ficaram atrás.

A retrospectiva de hoje mostra exatamente o rumo que as outras empresas do sistema intermunicipal paraibano tomaram em 2017.

PB Rio: as renovações que surpreendem

2017 foi o ano para a PB Rio tirar de cena a maioria de seus Viales 1721. Praticamente todos eles foram trocados por Torino 1722 ex-Recife, de origens da Empresa Metropolitana e Caxangá.

79429066-A551-47B6-A95A-47E533A252D6

Ou melhor, nem todos. Alguns foram substituídos ora por Viale 1722 da Estrela…

…E até por Apache Vip II ex-Vila Real.

Real Bus: cara nova

A Real Bus preparou uma grande virada após um tempo sem renovar a frota. Adquiriu duas unidades com um novo visual. Se você está achando parecido com a pintura da Reitur ou dos executivos do Rio de Janeiro, não é mera coincidência: todas essas pinturas foram desenvolvidas por Jorge Andrade. Sim, ele criou o novo padrão da Real.

E ainda trouxe o antigo logotipo dos anos 1990 nela. Dos dois ônibus, um deles tem elevador para cadeirante, a primeira do estado a operar com esse tipo de equipamento em linhas rodoviárias. Só não foi a pioneira: a Paraíba Turismo já havia comprado um G7 1350 com o equipamento, mas aí já é outro capítulo da retrospectiva.

Rio Tinto, ou laranja?

A Viação Rio Tinto até que incorporou mais Ideales, mas o destaque da frota é a repintura. As incorporações do ano vieram com a nova pintura da empresa, que é praticamente laranja, mas mantendo ainda uma base branca na parte superior.

A partir deles, todos os ônibus da empresa de 2009 pra cima começaram a ser repintados com o novo padrão. Quem tá ficando de fora são os Ideales 1418 de 2006, um indício de que de 2018, não passam.

Sim, tá lembrado? Guanabara também faz parte!

A Expresso Guanabara já é um nome tão destacado no transporte interestadual, que não podemos nos esquecer que ela opera as maiores intermunicipais da Paraíba. Por consequência, é a única rodoviária que renova todos os anos, uma vez que suas intermunicipais aproveitam a frota praticamente toda da empresa.

As linhas da Guanabara na Paraíba são oriundas da Transparaíba, adquirida na segunda metade da década de 1990 pela holding de Jacob Barata. Um dos desejos não realizados da Transparaíba era operar sua principal linha, a João Pessoa X Cajazeiras, com Double Deckers. Desejo esse realizado pela Guanabara esse ano, que incluiu o roteiro entre as linhas que possuem horários operados pelos Galaxy, os DDs da empresa.

A retrospectiva continua no Ônibus Paraibanos, relembrando os melhores momentos do transporte paraibano em 2017.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Busscar Vissta Buss DD da Auto Viação Catarinense A nova linha Marcopolo G8 Paradiso DD Rota Transportes com soluções Marcopolo BioSafe Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 06/2021 O novo Apache Vip Os raros El Buss da Gontijo Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental