Ônibus de Londres serão abastecidos com combustível feito de borra de café

De O Globo
Imagem Divulgação

x73083398_A-red-London-double-decker-bus-passes-the-London-Eye-as-it-is-driven-over-Westminster-B.jpg.pagespeed.ic.WFyTInMTZk

Os icônicos ônibus vermelhos de dois andares londrinos em breve rodarão com um biocombustível feito parcialmente de borra de café. O combustível será fornecido por um projeto de demonstração criado pela Bio-bean, uma empresa com sede em Londres que se uniu à Royal Dutch Shell para a iniciativa. Serão produzidos seis mil litros do combustível por ano.

— A borra de café tem um conteúdo de óleo elevado, 20% de óleo em peso, por isso é, de fato, uma matéria-prima excelente para o biodiesel — disse Arthur Kay, fundador da Bio-bean, em entrevista, por telefone.

Com o aumento da pressão pública contra o uso de alimentos como combustível, as empresas estão se concentrando cada vez mais em biocombustíveis produzidos a partir de resíduos, como óleo de cozinha usado e plantas não comestíveis. Algumas culturas, como o milho e a cana-de-açúcar, são transformadas em etanol para serem queimados nos motores, com mercados consideráveis em algumas partes dos EUA e da América do Sul.

A Bio-bean fechou parcerias com milhares de cafeterias no Reino Unido, como Costa Coffee e Caffe Nero, para a coleta de borra. O Reino Unido produz 500 mil toneladas por ano, segundo Kay. A empresa controladora da Caffe Nero é a Italian Coffee Holdings, com sede em Londres.

A borra é convertida em biocombustível na fábrica da empresa em Cambridgeshire e misturada ao diesel comum, representando 20% do produto final. Em seguida, o material é enviado a um tanque central no qual os ônibus de Londres são reabastecidos.

A empresa também fabrica um pellet sólido de biomassa e briquete para uso em aquecimento doméstico e fogões, produzindo 50.000 toneladas por ano.

—Trata-se de uma matéria-prima boa também para os nossos outros produtos, por exemplo, porque está cheia de energia, tem um conteúdo calorífico superior ao da madeira — disse Kay.

A Bio-bean foi fundada em 2013 e tem recebido financiamento do governo britânico, da Shell e de investidores privados. A empresa planeja expandir-se pelo Reino Unido e, futuramente, pela Europa continental e pelos EUA.

— Basicamente procuramos lugares onde se beba muito café — disse Kay, completando: — Nossos planos de expansão primários estão baseados ao redor de onde há fábricas de café instantâneo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
A nova linha Marcopolo G8 Paradiso DD Rota Transportes com soluções Marcopolo BioSafe Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 06/2021 O novo Apache Vip Os raros El Buss da Gontijo Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa