Ônibus Paraibanos

Consórcio Navegantes dá suporte operacional à Mandacaruense nesta segunda-feira

De Ônibus Paraibanos
Por Josivandro Avelar
Imagens Jefferson José

IMG-20170828-WA0046

A situação da Mandacaruense segue crítica. Com informações de que funcionários teriam paralisado as atividades de parte da empresa, alguns ônibus não saíram das garagens e pouco se viu da Mandacaruense de fato nas ruas na manhã de hoje. O Consórcio Navegantes, do qual a Mandacaruense faz parte, aumentou o suporte operacional, com expressiva participação da Marcos da Silva, que assumiu na manhã de hoje até a tarde as operações de mais duas linhas da empresa: 503-Padre Zé e 504-Mandacaru, justamente as mais tradicionais da Mandacaruense.

Algumas linhas seguiram sendo operadas pela Mandacaruense, porém com muita dificuldade. A empresa operou algumas linhas com poucos carros, caso das linhas 602 e 1001. Até a Santa Maria colocou ônibus para a Ilha do Bispo, com papel indicando o itinerário. As operações da Mandacaruense nas linhas 503, 504, 602, 604 e 1001 foram sendo retomadas gradualmente na tarde de hoje.

Durante a manhã desta segunda-feira, as linhas 503-Padre Zé e 504-Mandacaru foram assumidas pela Marcos da Silva no mesmo regime das linhas 505-Bairro dos Ipês e 604-Bairro dos Ipês/Ayrton Senna: as linhas na teoria ainda são da Mandacaruense, que pode escalar seus ônibus, porém a Marcos da Silva cobre as vagas que a Mandacaruense não conseguir tampar. Ônibus da empresa foram flagrados operando as duas linhas, como 09074, 0997, 09108, 09109 e 09117. A maioria saiu da linha na tarde de hoje, gradualmente tendo seus ônibus substituídos pelos da Mandacaruense.

Já a linha 506-Bairro dos Estados teve alguns ônibus desviados para o Alto do Céu, uma vez que não havia frota suficiente para suplementar todas as linhas, mas o suporte conseguiu minimizar os transtornos aos passageiros.

Os passageiros do bairro de Mandacaru próximos do corredor Tancredo Neves ainda puderam contar com as linhas da Unitrans que atendem o Bessa e que passam no corredor 6 (600, 601 e 603), porém estas seguiram com itinerário e operação normais.

A Mandacaruense voltou a operar com o máximo de frota possível na tarde desta segunda-feira, porém se novos problemas acontecerem, o suporte será acionado novamente.

O que anda acontecendo com a Mandacaruense?

Os problemas com a Mandacaruense ficaram evidentes no momento em que a empresa não conseguiu repor a frota acima de 10 anos de uso. Esse seria o motivo que levou a empresa a ceder 506 e 516 para a Marcos da Silva, numa operação que na teoria é temporária.

Já a Mandacaruense conseguiu incluir neste ano apenas dois ônibus à frota: 04012 e 04029, além de terminar a reforma do carro 04015 depois de três anos. Porém o volume de baixados é maior que o de entradas: os três Torinos ex-Vitória de Caucaia 0411, 0417 e 0423, os Megas 0410, 0450 e 0460, além dos Sveltos 0430 e 0435 foram desligados da frota ao longo do ano, isso sem contar os veículos indisponíveis. Todos eles fabricados em 2007, ou seja, cravaram 10 anos de uso. Com 3 entradas e 8 saídas, não havia mais reservas para suplementar a frota.

Diante da situação, a Marcos da Silva passou a operar mais duas linhas da Mandacaruense, a 505-Bairro dos Ipês e a 604-Bairro dos Ipês/Ayrton Senna, estas parcialmente. Isso permitiu à Mandacaruense aumentar a folga de reservas e até repintar os ônibus que páram para revisão para o padrão da Navegantes; faltam 7 para terminar.

Diante da situação, resta saber até onde a empresa de ônibus mais antiga de João Pessoa vai chegar. A situação só não chegou ao nível do que houve com a Metro graças ao suporte operacional prestado pela Marcos da Silva, que está no mesmo consórcio Navegantes que a Mandacaruense. Os próximos capítulos prometem mais novidades.

O Ônibus Paraibanos segue acompanhando a situação operacional da Mandacaruense e voltará a informar quando houver mais novidades à respeito.

Compartilhe esta matéria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.