Em 1992, população do Valentina já reinvindicava melhorias no transporte

De Ônibus Paraibanos
Por Josivandro Avelar
Imagens Acervo Histórico Paraíba Bus Team

Uma das queixas mais antigas do bairro do Valentina é em relação ao transporte público. Tão antiga que trazemos uma notícia de dezembro de 1992 para mostrar quais eram as reinvidicações da população do bairro naquela época.

Em 1992, só rodavam quatro linhas no Valentina: as circulares 1500, 5100, 2300 e 3200 – que rodam no bairro até hoje – além da 120 em sua primeira versão – a atual linha 120 é a terceira versão. Mas o sistema era considerado já deficiente na época. Por conta disso, líderes comunitários do Valentina e representantes da então STP – Superintendência de Transportes Públicos (atual Semob) – se reuniram para discutir soluções que pudessem minimizar essas deficiências. Como conta a notícia:

A reunião realizada na última sexta-feira entre grupos de ação comuitária do Conjunto Valentina Figueiredo e representantes da Superintendência de Transportes Públicos (STP) teve um desfecho positivo para a comunidade daquele bairro. Ficou decidido a reativação da linha 519 e a criação de mais outra linha (119), ambas já funcionando plenamente segundo informou o superintendente da STP, Carlos Batinga.

Ainda de acordo com Carlos Batinga, a única reinvidicação que ficou pendente foi o reforço da frota da Setusa. Como a empresa pertencia ao Governo do Estado, cabia a ela fazer esse reforço, e não à então STP como hoje, já como Semob, órgão do qual Carlos Batinga é o atual superintendente.

Com isso, o resultado da reunião foi a reativação da linha 519-Valentina/Epitácio, e a criação da 119-Valentina/Sonho Meu. Essas linhas foram resultado de solicitação da comunidade naquela reunião, que pela descrição da notícia, foi bem tensa.

As reinvidicações da comunidade do Conjunto Valentina Figueiredo vinha causando polêmicas há um mês, ocasião em que foi realizada uma reunião entre representantes das associações comunitárias e do STP, com uma série de atritos. Na oportunidade foi solicitada a reativação da linha 519 do Conjunto Valentina via Epitácio Pessoa, criação de uma linha para Sonho Meu e Valentina 2, além de melhoria e reforço das linhas da Setusa.

As linhas 119-Valentina/Sonho Meu e 519-Valentina/Epitácio Pessoa – esta reativada – foram operadas pela Boa Vista, que surgia nessa época, a partir da segunda cisão da Etur; na ocasião, a Boa Vista ficou com as linhas 106 do Geisel, 107 do José Américo e 120 do Valentina. A primeira cisão da Etur, no início dos anos 1990, deu na criação da Transurb; atualmente, as duas empresas nascidas das cisões da Etur hoje compõem a São Jorge, atual operadora das linhas do Valentina.

E hoje, como é?

As linhas 119 e 519 do Valentina foram extintas em épocas distintas, e hoje seus roteiros são cobertos por outras linhas do bairro.

A linha 119 foi extinta em meados de 1996, tendo sido substituída pela primeira linha integracional que circulou no bairro do Paratibe. Atualmente o trajeto da antiga 119 é coberto pelas linhas 118-Paratibe e I008-Muçu Magro/Nova Mangabeira, que atende praticamente todos os conjuntos que rodeiam o Valentina.

Já a 519 foi extinta em março de 2006, quando se juntou com a já citada linha 120 dando origem as circulares de bairro 1519 e 5120. A linha 120 foi recriada em 2012, para atender o Muçu Magro, o Parque do Sol e o Cidade Maravilhosa. Depois de transformada em 7120, a atual 120 roda desde 2016, atendendo as comunidades mencionadas, diferenciando da segunda versão apenas por passar em horários determinados no Terminal de Integração do Varadouro.

Certas coisas não mudam em 25 anos. E o transporte público continua sendo uma das maiores queixas do Valentina, que desse tempo para cá, teve um crescimento populacional acentuado. E maiores necessidades em termos de mobilidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança