Mercedes-Benz Lança o chassi O-500 RSDD 8×2 de 15 metros e Viação Águia Branca adquiriu 12 unidades

De Carpress
Imagens Divulgação

A Mercedes-Benz amplia seu portfólio para o segmento de chassis para ônibus rodoviários com o O 500 RSDD 8×2 de quatro eixos para carroçarias de 15 metros de comprimento.

Elas são indicadas para as configurações Double Decker (ônibus de dois pisos com assentos para passageiros) e High Decker (piso superior com os assentos e piso inferior exclusivo para bagagens). Esses ônibus são especialmente indicados para linhas regulares de médias e longas distâncias, bem como para turismo de luxo.

“Essa versão do O 500 RSDD está totalmente sintonizada com a nova legislação que entrou em vigor no início deste ano, autorizando a utilização de carroçarias de 15 metros em ônibus rodoviários, um metro a mais em relação ao comprimento máximo permitido até agora”, afirma Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing de Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

“Isso deverá estimular as vendas de ônibus 8×2 com carroçarias Double Decker e High Decker, atendendo a uma demanda das empresas do setor, que ganham mais capacidade para aumentar a oferta de assentos por viagem e oferecer mais conforto e espaço a bordo. Com maior número de assentos, elas podem garantir as gratuidades de passagens previstas em lei, alcançando os resultados operacionais esperados.”

O chassi O 500 RSDD 8×2 da Mercedes-Benz, que é já é oferecido ao mercado para carroçaria de até 14 metros, agora também pode ser implementado com carroçaria de 15 metros, aumentando as opções de escolha para os clientes e assegurando o padrão de conforto e segurança da linha O 500 no transporte rodoviário de passageiros.

No alto, chassi O 500 RSDD 8×2 da Mercedes-Benz; acima, o executivo Walter Barbosa

“A carroçaria de 15 metros permite maior capacidade de transporte. Na versão Double Decker, por exemplo, são até 52 poltronas do tipo convencional no piso superior e até 16 poltronas do tipo semileito no piso inferior”, afirma o executivo. “Além disso, é oferecido maior conforto a bordo, com mais espaço para bagagens, permitindo a oferta de serviços diferenciados, o que aumenta a satisfação dos usuários.”

Assim, segundo ele, na versão High Decker, ganha-se mais volume para transporte de bagagens e encomendas, otimizando o uso do veículo e a rentabilidade do negócio. Outra vantagem é que a carroçaria Double Decker pode dispensar a necessidade de instalação de elevador para cadeirantes, que podem ser acomodados no piso inferior, dependendo do projeto de cada encarroçador. Isso facilita o embarque e desembarque, com a entrada praticamente em nível com a plataforma ou com a calçada. Em breve, será obrigatório o uso de elevador na carroçaria High Decker.

Tanto na versão de 15 metros, como na de 14 metros, o O 500 RSDD 8×2 facilita e otimiza o encarroçamento, que é feito por empresas especializadas do setor. O veículo sai de fábrica com entre-eixos de 3.000 milímetros, chamado de “buggy”, já preparado para o alongamento do chassi na encarroçadora e para a montagem da carroçaria, de acordo com a escolha do cliente.

O chassi “buggy” conta com todos os elementos necessários para as diversas dimensões de carroçaria, que, no caso de ônibus rodoviários, agora vão até 15 metros. Entre esses itens incluem-se a preparação de chicote elétrico, tubulação pneumática e hidráulica, além da preparação do quadro para receber a estrutura do bagageiro e do piso.

O RSDD oferece ainda a vantagem da configuração Low Driver na parte frontal do veículo, permitindo o rebaixamento do posto do motorista, quando esse for o tipo de carroçaria escolhida, agilizando a montagem. No caso o balanço dianteiro é composto por um módulo integrado ao chassi que permite o seu reposicionamento pelo encarroçador sem a necessidade de cortes na longarina. Essa é uma configuração exclusiva da Mercedes.

O módulo dianteiro é composto por todo o conjunto de pedais, painel de instrumentos, joystick da caixa automatizada e posição do assento do motorista. Este módulo é reposicionado sem a necessidade de retrabalhos, mantendo a integridade estrutural do chassi.

Segundo eixo dianteiro direcional


Exclusividade do chassi O 500 RSDD 8×2 na América Latina, o segundo eixo dianteiro direcional foi totalmente concebido pelas equipes do Centro de Desenvolvimento Tecnológico da Mercedes-Benz do Brasil, localizado na fábrica de São Bernardo do Campo (SP). A solução da marca atende às características e demandas das operações de transporte rodoviário de passageiros do país. O segundo eixo direcional assegura excelente dirigibilidade e manobras, contribuindo para mais estabilidade, conforto e segurança na condução do veículo.

O chassi O 500 RSDD 2741 8×2 da Mercedes-Benz foi dimensionado para 27 toneladas de PBT (peso bruto total). Ele assegura a robustez e a alta durabilidade da família O 500, vantagens essenciais para quem atua nas mais severas condições de operação.

Esse modelo rodoviário vem equipado com o motor eletrônico OM 457 LA de 6 cilindros e 12 litros de cilindrada. Sua potência é de 408 cv a 2.000 rpm. O motor se destaca pelo elevado torque já em baixas rotações. Sua perfeita combinação com o câmbio automatizado GO 240 de 8 marchas sincronizadas assegura uma excelente dirigibilidade, com melhores arrancadas e retomadas de velocidade, ultrapassagens mais ágeis e maior elasticidade das marchas.

Essa caixa permite a utilização tanto no modo de condução automatizado, quanto no manual. Além disso, o O 500 RSDD 8×2 conta ainda com retarder hidrodinâmico integrado à caixa automatizada Mercedes-Benz, proporcionando maior vida útil aos sistemas de freio e maior segurança na operação do veículo.

O desempenho do OM 457 LA está associado ainda ao baixo consumo de combustível e ao reduzido nível de emissão de poluentes, especialmente de material particulado. Ou seja, não há fumaça visível, com benefícios à qualidade do ar e preservação ambiental.

Neste ano a marca alemã trouxe ainda assistência 24 horas para ônibus rodoviários. Além disso, oferece o mais abrangente portfólio de produtos e serviços de pós-venda, entre eles novos planos de manutenção e três linhas de peças de reposição (Mercedes-Benz, Renov e Alliance Truck Parts).

Aquisição

A Viação Águia Branca, do Espírito Santo, adquiriu 12 unidades do chassi de ônibus rodoviário O 500 RSDD 8×2 da Mercedes-Benz para carroçarias de 15 metros de comprimento, que estão sendo implementadas com carroçaria Double Decker. A Viação Garcia, do Paraná, encomendou outras 12.

Dessa forma, ambas podem oferecer serviços diferenciados aos seus clientes, conquistando mais satisfação dos usuários. Assim a alternativa começa a ganhar aprovação de importantes empresas de transporte de passageiros.

“Nosso O 500 RSDD 8×2 na aplicação Double Decker já conquistou aprovação da Águia Branca, que passará a contar agora com 20 unidades desse modelo na frota, sendo 8 de 14 metros e 12 de 15 metros”, diz Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing de Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

“A empresa escolheu o nosso RSDD para uma oferta diversificada de conforto aos passageiros. São duas categorias de serviço num mesmo ônibus Double Decker: seis poltronas leito-cama com reclinação de 180 graus na parte inferior do veículo e 44 poltronas semileito no piso superior.”

A configuração de quatro eixos garante mais estabilidade e melhor desempenho do ônibus durante as viagens, com uma operação segura e econômica, além da suspensão inteligente e confiável”, afirma Renan Chieppe, diretor-geral da Divisão Passagens da Grupo Águia Branca.

“Além disso, os veículos O 500 também se destacam por oferecer mais conforto aos nossos passageiros e por agradar aos motoristas pela sua tecnologia superior, especialmente o câmbio totalmente automatizado, sem pedal de embreagem, o que amplia muito o conforto de dirigibilidade, além de reduzir o consumo de combustível e a emissão de poluentes.”

Com sede em Cariacica (ES), a Viação Águia Branca transporta aproximadamente 11 milhões de passageiros ao ano, atendendo cerca de 700 localidades. São mais de 330 linhas interestaduais e intermunicipais das regiões Sudeste e Nordeste. Os ônibus O 500 RSDD Double Decker interligam, por exemplo, cidades como Vitória, Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Seguro e Vitória da Conquista.

A empresa integra o Grupo Águia Branca, um dos maiores conglomerados empresariais do país, com 70 anos de atividades e que atua hoje em todo o Brasil nos serviços de transporte aéreo e rodoviário de passageiros, logística e comércio de veículos. A frota da Viação Águia Branca é composta por 800 ônibus na alta temporada, 100% da Mercedes-Benz. Dentre eles, mais de 600 são ônibus rodoviários RSD 6×2.

Crescimento

A Mercedes projeta um crescimento na comercialização de chassis rodoviários em 2017. “Somente no primeiro trimestre deste ano já registramos vendas de 450 chassis da linha rodoviária”, diz Walter Barbosa. “Nossa expectativa é alcançar cerca de 50% de participação do mercado total de ônibus rodoviários neste ano.”

Segundo ele, entre os fatores que devem impulsionar o crescimento nas vendas de ônibus rodoviários destaca-se a nova legislação que autoriza a utilização de carroçarias com até 15 metros de comprimento. “Isso significa aumentar a capacidade de transporte de passageiros e mais espaço para bagagens e encomendas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *