ANTT autoriza reajuste, mas empresas de ônibus mantêm preços da passagem

De Folha BV
Imagem JC Barboza

img_5907

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) autorizou, nesta sexta-feira, 24, o reajuste de 4,824% do coeficiente tarifário dos serviços de transporte rodoviário semiurbano interestadual e internacional de passageiros. O valor foi fixado em R$ 0,097022 por passageiro, que deve ser multiplicado pelo número de quilômetros percorridos.

O reajuste passa a valer a partir de hoje, 25, no entanto, em Roraima, a maioria das empresas rodoviárias afirmou que não vai repassar o reajuste para o consumidor de forma imediata. A decisão da ANTT foi publicada no Diário Oficial da União (DOU). O objetivo do reajuste, de acordo com a ANTT, é “manter o equilíbrio econômico-financeiro das autorizatárias especiais do transporte semiurbano de passageiros”.

O cálculo da tarifa é feito levando em consideração a totalidade dos custos da operação, que inclui combustíveis, lubrificantes, peças, acessórios, veículos, despesa com pessoal, entre outros. Ainda conforme a ANTT, cada item de custo tem sua variação apurada por índices oficiais específicos divulgados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

O transporte interestadual e internacional “semiurbano” é caracterizado por linhas com extensão máxima de 75 quilômetros e que ultrapassem os limites dos estados ou do Distrito Federal. O reajuste não vale para o transporte rodoviário interestadual e internacional acima dessa distância.

Quatro empresas de ônibus atuam no Estado de Roraima

Em Roraima, são quatro empresas que atuam com serviços de transporte rodoviário semiurbano interestadual, intermunicipal e internacional. A Empresa União Cascavel de Transporte e Turismo Ltda (Eucatur) realiza cinco viagens diárias para o Amazonas em horários distintos. Por dia, a empresa atende cerca de 250 passageiros.

De acordo com o gerente Edson Ângelo, a nova tarifa não será reajustada por enquanto. “Recebemos a notificação em relação ao percentual de aumento, mas vamos manter o preço, ao menos por enquanto.

Precisamos esperar um posicionamento da filial, que fica em Cascavel [PR]”, disse. A Eucatur cobra, atualmente, R$ 122,80 por passagem, em um valor promocional.

A Folha entrou em contato com a Asatur Turismo, que atende a aproximadamente 160 clientes diariamente com destino ao Amazonas e alguns municípios de Roraima. Segundo a gerente Jéssica Bittencourt, a empresa também não vai alterar os valores de forma imediata.

“Estamos com valores promocionais e vamos continuar com esses preços até o dia 1º de março. Sobre o reajuste, ainda não temos nenhum posicionamento”, disse. Até o último dia de fevereiro, as passagens da Asatur seguem R$ 125,00 (semi-leito) e R$ 165,00 (leito). A partir de março, os valores serão R$ 212,00 (semi-leito) e R$ 351,00 (leito).

Transportando uma média de 10 mil pessoas por mês, a Amatur Turismo também afirmou que ainda não tem posicionamento referente à decisão da ANTT. A empresa cobra atualmente, também com tarifa promocional, R$ 124,00 (semi-leito) e R$ 155,00 (leito).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança