Justiça manda recolher 50 ônibus em Feira de Santana por dívida atrasada

De Tribuna da Bahia
Imagem Armando Vilela

11fcd-rosa2bfsa

Após o recolhimento de mais de 50 ônibus da empresa Rosa, que presta o serviço de transporte coletivo em Feira de Santana, mais de 100 funcionários ficam sem trabalhar nesta segunda-feira (30/1).

O recolhimento aconteceu na manhã de sábado (28) e os ônibus foram retirados da garagem com a determinação de um mandado de busca e apreensão.

A ação judicial foi devido à falta de pagamento de um financiamento que a empresa Rosa realizou junto ao Banco Mercedes Benz. Com o recolhimento dos veículos, passa a atuar na cidade a frota reserva. No entanto, ela ainda é insuficiente para incorporar todos os funcionários da empresa.

O financiamento foi de R$ 6,75 milhões em 57 parcelas com vencimento a partir de 15/06/2012 até 15/03/2017. A empresa Rosa deixou de efetuar o pagamento a partir da 50ª parcela com vencimento em 15/09/2016.

O financiamento entre a empresa e o banco consta em data anterior do vencimento da licitação de transportes e antes da empresa prestar o serviço de transporte público na cidade.

Nos autos do processo judicial, o Banco Mercedes Benz solicitou que o mandado de busca e apreensão fosse realizado na garagem da empresa, das 20h às 05h aos sábados domingos e feriados. O mandado de busca e apreensão foi uma determinação da juíza Regianne Yukie Tiba Xavier.

Na manhã desta segunda-feira, cerca de 130 funcionários estiveram concentrados na garagem da empresa, aguardando uma solução e posicionamento de como ficará o dia de trabalho

O diretor do sindicato dos Rodoviários, Mariano de Souza, disse em entrevista ao Acorda Cidade que o sindicato não tem nada a ver com o recolhimento dos veículos e que não está impedindo a saída dos ônibus reserva. Ele afirmou que os funcionários vão ficar sem trabalhar devido à quantidade reduzida dos veículos.

“Estamos concentrados aqui, aguardando uma solução. O sindicato não participa dessa decisão dos ônibus. Quem resolve é a empresa. Aguardamos uma resposta”, salientou.

O sindicalista disse que o sindicato não tem conhecimento sobre o destino dos ônibus.

O secretário de transportes e trânsito de Feira de Santana, Pedro Boaventura disse ao Acorda Cidade que o fato tratava-se de questões administrativas e não explicou mais detalhes sobre o mandado de busca e apreensão.

De acordo com ele, o prazo para a empresa regularizar essa situação é até essa terça-feira (31). O secretário salientou que a frota reserva irá operar para atender a demanda da população.

Mesmo com a frota reserva operando e com a redução da demanda de transporte durante o fim de semana, alguns internautas enviaram mensagens ao Acorda Cidade relatando que em alguns bairros não havia ônibus circulando e que estava acontecendo atrasos de mais de uma hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança