Aumento da passagem de ônibus já está em vigor no Grande Recife

De Diário de Pernambuco
Imagem JC Barboza

img_2667

Já está em vigor o aumento da tarifa de ônibus no Grande Recife. Com o reajuste e o arredondamento, o anel A passou de R$ 2,80 para R$ 3,20; o B, de R$ 3,85 para R$ 4,40; o D, de R$ 3,00 para R$ 3,45, e o G foi reajustado de R$ 1,85 para R$ 2,10. Como no domingo todos os passageiros têm direito a meia passagem, os usuários pagam R$ 1,60 (Anel A).

O Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM) aprovou o aumento de 14,26 % em uma reunião que durou menos de três minutos e foi realizada a portas fechadas na sexta-feira passada. O reajuste é menos da metade do que o solicitado pelos empresários do setor, porém duas vezes maior que o Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) de 2016.

As justificativas apresentadas para definir o percentual de aumento das passagens foram, além da diferença inflacionária, o reajuste dado no ano passado aos rodoviários de 9,50%, a perda de 8,59% dos passageiros em 2016, a instalação de câmeras de segurança com tecnologia mais avançada em parte da frota (De acordo com o Grande Recife, cerca de 1,6 mil veículos faltam se adequar às especificações das novas câmeras) e a promessa de substituição de 467 veículos com idade acima da vida útil (sete anos) por veículos novos. Também foi considerada a variação nos índices de insumos: 17,47% no lubrificante e 11,18% no veículo padrão (ônibus).

“Somos obrigados, enquanto órgão gestor, a compor uma tarifa que reflita a realidade do momento. Tivemos uma perda de passageiros e estamos contemplando uma renovação de frota que não foi contemplada no ano anterior”, afirmou o presidente do Grande Recife, Ruy Rocha. Em 2015, o reajuste tarifário previa uma renovação de 400 veículos, mas naquele ano apenas 273 ônibus foram trocados. Em 2016, o aumento das passagens não previa renovação e foram substituídos 153 veículos.

Questionados sobre a proposta de tarifa única a R$ 2,15, uma das promessas de campanha do governador Paulo Câmara, os representantes do Grande Recife afirmaram que têm até o próximo ano para executá-la. “Isso foi colocado dentro do SEI e ele não está totalmente completo”, disse Ruy Rocha. Para o diretor de Operações do Grande Recife, André Melibeu, a tarifa única será possível quando forem entregues os terminais integrados das 3ª e 4ª perimetral. Está prevista para o dia 24 de janeiro a publicação do edital para a contratação da empresa que irá finalizar o TI da III Perimetral. O edital para contratação da empresa que vai finalizar o TI da IV Perimetral está previsto para ser lançado em março. “A tarifa vai ser única, mas logicamente não pode ser R$ 2,15”, admitiu.

O Ministério das Cidades afirmou que não haverá reajuste na tarifa do metrô do Recife para este ano. A pasta disse que manterá a tarifa de R$ 1,60 pelo sexto ano consecutivo, o que corresponde a 20% das despesas do metrô, administrado pela CBTU.

Raio x
2,8 mil ônibus
13 operadoras
25 mil viagens diárias
394 linhas

Tipo de passageiro
1,7 milhão de passageiros por dia
1,1 milhão pagam a tarifa inteira
241 mil são estudantes
344 mil têm acesso gratuito

Reajustes

Anel A
Valor anterior: R$ 2,80
Valor reajustado: R$ 3,20*
Diferença: R$ 0,40

Pagando duas passagens (ida e volta) por dia útil, o reajuste significa…
R$ 211,20 por ano

Anel B
Valor anterior: R$ 3,85
Valor rejustado: R$ 4,40*
Diferença: R$ 0,55

Pagando duas passagens (ida e volta) por dia útil, o reajuste significa…
R$ 290,40 por ano

Anel D
Valor anterior: R$ 3,00
Valor reajustado: R$ 3,45
Diferença: R$ 0,45

Pagando duas passagens (ida e volta) por dia útil, o reajuste significa…
R$ 237,60 por ano

Anel G
Valor anterior: R$ 1,85
Valor reajustado: R$ 2,10
Diferença: R$ 0,25

Pagando duas passagens (ida e volta) por dia útil, o reajuste significa…
R$ 198 por ano

Ranking das tarifas mais baratas*
Belém (PA) R$ 2,70
Fortaleza (CE) R$ 2,75
Macapá (AP) R$ 2,75
Natal (RN) R$ 2,90
São Luís R$ 2,90

*tarifas ainda não sofreram reajuste em 2017

Secretário das Cidades rebate acusações

A reunião para definição do percentual de incremento estava marcada para ocorrer no dia 6, mas foi suspensa após decisão liminar da Justiça em função de um pedido dos estudantes, sob a alegação de que não foi respeitado o prazo regimentar entre a convocação e a data do encontro. Outra alegação é de que as planilhas não haviam sido apresentadas em tempo hábil para apreciação.

O secretário das Cidades, Francisco Papaléo, rebateu as acusações. “A liminar foi cassada. A planilha está publicada no site do Grande Recife desde janeiro de 2016, mostrando a composição dos custos do sistema. Houve um equívoco do juiz. Mesmo assim, encaminhamos as propostas e demos um prazo regimental suficiente”, disse. Ele acrescentou ainda que a reunião foi aberta, mas houve um forte esquema de segurança, em função de chutes, murros e cuspes desferidos contra os conselheiros. A Secid afirmou que a reunião teria durado 50 minutos.

A PM disse que o confronto com os estudantes ocorreu quando eles tentaram invadir o Detran. Thiago Carvalho foi liberado após ser retirado da área do protesto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança