Querem que o povo ande feito sardinha, diz vereador sobre transporte em João Pessoa

De PB Agora
Imagem Kristofer Oliveira

08218-marcopolo-senior-midi-of-1418-2

O vereador Renato Martins (PSB) contestou a resposta dada pelo empresário de transporte público Mário Tourinho, em site de notícias, sobre a proposta dele de modernização da frota de ônibus da capital. Segundo o parlamentar, o empresário não levou em consideração diversos aspectos de sua proposição. O vereador discursou na sessão ordinária de ontem (29), da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP).

“Na minha argumentação, teríamos ônibus atrativos – sem insalubridade, com câmera de ré, câmera de porta, ar-condicionado, wi-fi, acessibilidade e poltrona para pessoas obesas – com a renúncia de ICMS e ISS, que representam 9% do valor das passagens. No texto, Mário Tourinho só fala sobre a renúncia de ISS, o que corresponde a apenas 5%. Sempre falei em 9%”, corrigiu.

De acordo com Renato Martins, Mário Tourinho, em sua resposta, também se precipitou ao achar que o vereador não cogitou o aumento do preço do óleo diesel. “Levei, sim, em conta o aumento do óleo diesel. A renúncia de receita representa R$ 27 milhões por ano. Nós temos ônibus que poderiam ser trocados em apenas um ano com esse número, mas sugeri a renovação em cinco anos. E o que aconteceria com o recurso que sobra? Poderia ser destinado a cobrir o aumento do custo com o óleo diesel”, explicou.

O parlamentar destacou que já solicitou um estudo técnico a respeito da proposta, mas seu pedido não foi atendido. “Já fiz o pedido, mas não chega o estudo técnico. Parece que querem que a população continue andando feito sardinha. Temos que apelar para a consciência dos técnicos da Semob, queremos que os gestores deem as mãos para solucionar esse problema simples do transporte público da capital”, afirmou.

Renato Martins ressaltou ainda que lutou pela qualidade dos serviços públicos durante seu mandato como vereador. “Os serviços públicos não podem ser vítimas do improviso. Educação, saúde, coleta de lixo e transporte público não podem ser vítimas do improviso, e foi isso que nosso mandato tentou fazer, melhorar a qualidade dos serviços públicos”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.