Mudança no estacionamento dos ônibus escolares gera polêmica no Terminal de Integração da cidade de Patos

De Patos online
Imagem de divulgação

f0e7ab94b623c202cb5392bad334f240

Desde quarta-feira, dia 16, a Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STtrans), do Município de Patos, determinou que os ônibus escolares que estacionavam no Terminal de Integração de Passageiros, antigo Terminal Rodoviário, centro, fossem estacionados no Terreiro do Forró. A medida se deu tendo em vista as mudanças no terminal após a retomada do serviço de transporte coletivo na cidade.

O Terminal de Integração passou a ser o local onde os ônibus e micro-ônibus da empresa TRANSBRAZ, que realiza o transporte coletivo, usam para o embarque, desembarque e interligação de passageiros. Ocorre que os comerciantes reclamam que o fluxo de estudantes, principalmente à noite, caiu bastante com a mudança realizada e pedem o retorno do estacionamento dos ônibus escolares como ocorria anteriormente.

A comerciante Ângela Maria disse que está existindo muita revolta, pois os ônibus escolares foram para o Terreiro do Forró e os estudantes foram deslocados também, dessa forma esvaziou a antiga rodoviária. Ângela criticou a construção de grades para o Terminal de Integração e disse que daria para conviver todos como antes sem precisar das mudanças, além do fato do Terreiro do Forró não existir infraestrutura e nem segurança. O mesmo raciocínio é seguido pela comerciante Betânia Tavares.

A vereadora Lucinha Peixoto (PCdoB) também fez críticas a mudança ocorrida no Terminal de Integração. Lucinha esteve na antiga rodoviária falando com comerciantes e na sessão da Câmara Municipal de Patos, nesta quinta-feira, dia 17, usou a tribuna para desaprovar as mudanças feitas.

O superintendente da STtrans, advogado Jamensom da Silva, concedeu entrevista na qual relatou que as mudanças foram feitas após diálogo com os motoristas de ônibus. Jamensom esclareceu que se observou que no local não comporta a quantidade de ônibus escolares e se tornou inviável o estacionamento. Ele também disse que os estudantes são deixados na antiga rodoviária e que apenas os ônibus ficam estacionados no Terreiro do Forró, voltando no final das aulas para pegar os estudantes no terminal. O superintendente comentou que se estuda uma solução definitiva, porém essa foi a solução encontrada agora. Sem citar o nome, Jamensom criticou a vereadora Lucinha dizendo que ela procurou os comerciantes para criar uma situação que não existe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.