Conheça a jardineira Chevrolet que percorre pontos turísticos da Pampulha em Minas Gerais

by:

Minas GeraisTurismo

Fonte: Vrum
Fotos: Bruno Freitas

20161020191905248600o

Marta Rocha: modelo tem apelido à alusão a Miss Brasil de 1957

A frente típica de caminhão, as malas, cartas, encomendas, latões e garrafas no teto remetem a uma época em que a comunicação entre cidades não era tão veloz e o ônibus cumpria este papel. Figura comum nas praças de interior (daí a alcunha) e a antiga estação rodoviária de Belo Horizonte, onde se amontoava, a jardineira volta à cena na capital. Desta vez com uma proposta retrô e em nada empoeirada, como costumavam surgir pela frente os ônibus de pequenas dimensões e estrutura artesanal num passado nem tão distante.

Customizada com pintura marrom e bege, buzina grave, fichas de plástico que serviam de vale-transporte e o cofre do extinto Departamento de Bondes e Ônibus (DBO) de BH, o coletivo de 25 lugares começou a circular desde o último sábado (22) em passeios pelos principais pontos turísticos da Pampulha (veja roteiro a seguir) – recém-eleita Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. Será possível embarcar e desembarcar em até quatro locais.

A ideia da Belotur e o colecionador Jeferson Rios, idealizadores do Pampulha Retrô Tour, nome do projeto, é apresentar curiosidades sobre o conjunto arquitetônico encomendado pelo então prefeito Juscelino Kubitschek ao arquiteto Oscar Niemeyer a bordo do veículo da época. A não ser o forte calor em BH, no primeiro passeio de apresentação à imprensa, com direito a pão de queijo e café a bordo, a impressão da jardineira retrô foi positiva.

20161020191911212352i

Habitual escada traseira servia de acesso ao compartimento superior

Modelo escolhido, a jardineira Chevrolet Trânsito é uma velha conhecida dos mineiros. Produzida integralmente (carroceria e chassi) pela General Motors em São Caetano do Sul (SP) inicialmente com peças importadas dos Estados Unidos, entre o fim dos anos 1940 e 1950, serviu à maioria das linhas de ônibus do estado. Outro exemplar ano 1951 tornou-se até personagem de cinema, participando do filme Menino Maluquinho (de 1995), dirigido por Helvécio Ratton, como ônibus escolar pelas alamedas do bairro Santo Antônio.

20161020191917463467u

Como não havia compartimento interno, a bagagem viajava no teto

APELIDO DE MISS

O veículo do Pampulha Retrô Tour guarda uma outra curiosidade: o apelido Marta Rocha, nome dado ao design frontal de linhas angulosas do modelo 1957 em alusão à Miss Brasil e quase eleita Miss Universo homônima.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Durante as viagens de hora em hora na Pampulha, motorista e auxiliar receberão os passageiros vestidos a caráter. Não há qualquer recurso tecnológico para amenizar o desconforto pela alta temperatura, os assentos de napa são fixos, mas o ruído amanteigado do motor e a ambientação a bordo fazem o passageiro viajar diretamente no tempo. Para operar a nova rota, o interior foi redecorado com cortinas, tapetes, cartazes de filmes e publicidades de antigamente. Por causa da dificuldade para se obter as peças, a mecânica Chevrolet original a gasolina foi substituída pelo Mercedes-Benz 1113 a diesel.

A Marta Rocha pertence a Rios há oito anos. Além dela, o também idealizador do Museu de Objetos e Veículos Antigos (Mova), em fase de projeto, guarda outras três jardineiras: Chevrolet 1929 com carroceria inteiramente de madeira, Ford 1951 e outra Chevrolet 1954. Por ora, só o modelo 1957 sairá da garagem. Mas dependendo da reação do público, nada impede que outras jardineiras voltem a invadir a capital mineira.

enquanto isso…
…TESTE DE POTENCIAL

Com a criação do passeio retrô, a Belotur também pretende testar a viabilidade do transporte turístico em BH, cidade com potencial a ser explorado. A partir do resultado o órgão da prefeitura pretende lançar até dezembro novo edital para implantação do City Sightseeing – conceito de ônibus turístico moderno com ar-condicionado, piso superior aberto e guia com microfone comum em cidades da Europa. A nova linha percorreria ainda a Região Central de BH. Uma empresa de ônibus que opera o serviço em Curitiba já demonstrou interesse em trazê-lo.

20161020191941995106u

Jeferson Rios (esq.), motorista e auxiliar: trabalho para promover o turismo

SERVIÇO

Pampulha Retrô Tour

Rota regular:

Igreja São Francisco de Assis (ponto inicial e final)
Casa JK (parada)
Museu Brasileiro do Futebol (parada)
Iate (sem parada)
Casa do Baile (sem parada)
Museu de Arte da Pampulha (parada)

Tarifa: R$ 20 (pontos de venda ao lado da Igreja São Francisco de Assis)
Funcionamento: sábados, domingos e feriados até dezembro, de hora em hora, das 9h às 12h e 14h às 17h

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.