Ônibus Paraibanos

Um ano do fim da São Geraldo

Fonte: Portal Ônibus Paraibanos com informações de Vrum
Fotos: JC Barboza / Acervo Paraíba Bus Team

img_4146

Há um ano atrás, a Gontijo confirmava, via assessoria de imprensa, o fim de uma das mais tradicionais empresas brasileiras, a São Geraldo.

Um dia antes, na quarta-feira, 16 de setembro de 2015, a ANTT publicava a resolução 4.845  que concedia autorização para a operação de incorporação, abrindo caminho para o processo de transição. Para a Gontijo, a resolução “foi uma resposta positiva a este pedido de incorporação”.

Todo o quadro de funcionários foi transferido para a Gontijo.. Outra subsidiária do grupo, a Nacional foi mantida sem alterações. Na prática, a incorporação funciona de modo a transferir a razão social da Cia. São Geraldo de Viação para a Empresa Gontijo de Transportes, com todo o ativo e passivo, linhas, frota, funcionários e estruturas que estão em nome da Santo Forte – como também é conhecida a viação fundada em 1949 em Caratinga (Região leste de Minas Gerais).

Hoje em dia, o nome São Geraldo praticamente não existe mais. Alguns veículos foram repassados para a Nacional e Continental, empresas do Grupo Gontijo. O restante foi para a Gontijo. A maioria dos veículos ainda estão com a pintura da São Geraldo, mas com o nome da Gontijo. Poucos receberam a pintura da empresa incorporadora da São Geraldo.

A São Geraldo foi fundada em 1949 na cidade de Caratinga em Minas Gerais e desde 2003, seus 800 ônibus e 100 linhas interestaduais era controlada pelo Grupo Gontijo também mineiro e curiosamente fundado no mesmo ano que a São Geraldo.

1 comentário em “Um ano do fim da São Geraldo”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.