Operação interdita quatro guichês de empresas de ônibus em Petrolina, PE

Fonte: G1 PE
Foto: Aracelly Romão

img-20160905-wa0017

Em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, os guichês de quatro empresas foram interditados nesta segunda-feira (5) pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Polícia Militar de Pernambuco e Secretaria da Fazenda. A operação denominada ‘Ephisco’ tem o objetivo de combater a sonegação fiscal. As empresas foram São Luiz, Catedral, Itapemirim e Real Maia.

Marcos André Moura precisava estar em Senhor do Bonfim-BA, às 16 horas, mas quando chegou na Rodoviária de Petrolina encontrou o guichê da empresa de ônibus fechado e com uma faixa de interditado.”Eu ia para Senhor do Bonfim e Cheguei aqui e estava interdidato. Eu vou ter que pagar um mototáxi até Juazeiro-BA e procurar outro carro lá. E a gente que se vire. Eu trabalho em Senhor do Bonfim e vou ter que chegar lá atrasado”.

Já o agrônomo Caio Bernardo chegou de malas prontas e acreditava que iria conseguir embarcar, mas também não conseguiu. “Estou indo para Caém que é minha cidade e tem que passar por Senhor do Bonfim. Então, eu ia com a São Luiz e agora vou ter que ir para Juazeiro para ver se lá está funcionando, ou ver outra empresa de ônibus.Atrasou minha viagem”.

O fiscal da ANTT da operação, Márcio Carvalho, explicou que o objetivo da operação que é a regularização do transporte de passageiros do estado de PE e demais estados. “A gente encontrou o problema de sonegação fiscal e empresas que estão sonegando imposto dentro do estado de Pernambuco. Dentro disso, a gente acionou a Sefaz para fazer uma operação conjunta”.

O auditor da sefaz, Flávio Oliveira, disse que para vender passagens, as empresas deverão pagar multas que ainda estão sendo calculadas. “Nós fomos acionados pela ANTT e detectamos várias irregularidades. Temos um caso de uma empresa cancelada que estava emitindo bilhetes em Pernambuco e não podia e tínhamos empresas de Tocantins, Góiais e da Bahia, que estavam emitindo bilhetes na rodoviária de Petrolina. Esse imposto que é destacado no bilhete, ele deve ser pago no estado, onde se iniciou o fisco. E como essas notas eram de outro estado, o estado de Pernambuco não ia ter essa arrecadação de imposto”.

Em caso de dúvida, denúncia ou reclamações sobre transportes, os passageiros devem ligar para o número da ANTT, 166.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança