Rádio comunitária da Paraíba quer resgatar trem de passageiros

Fonte: Turismo em Foco
Foto: Divulgação

20072016085800

A Rádio Comunitária Araçá de Mari (PB) está aderindo ao projeto “Trem para todos”, do Sindicato dos Ferroviários da Paraíba, que consiste na mobilização das populações das cidades por onde passa a malha ferroviária paraibana pelo restabelecimento do transporte ferroviário de passageiros, há muito tempo desativado. “Não é um sonho sem fundamento. Isso envolve uma série de parcerias além de uma política pública do governo, mas precisamos do apoio da população, por isso estamos buscando parcerias com entidades comunitárias para levar ao povo o projeto e levantar abaixo assinados”, disse Severino Urbano, presidente do sindicato.

A emissora comunitária garante a veiculação da campanha de mobilização pública a partir do dia 23 de julho, quando serão entrevistados os diretores do sindicato da categoria dos ferroviários no lançamento do projeto. “O papel das rádios comunitárias é justamente estar ao lado dos projetos de interesse público e nossa luta é para que o progresso volte aos trilhos novamente em nossa região”, afirmou Severino Ramo, Presidente da Rádio Araçá. “O grande desafio é fazer com que esse projeto seja abraçado por toda a sociedade”, disse Urbano.

Inicialmente, o projeto visa restabelecer o trecho ferroviário entre João Pessoa e Guarabira, passando pelas cidades de Sapé e Mari. Embora o trecho esteja cedido à Ferrovia Transnordestina Logística, ele pertence à União e foi explorado historicamente pela Rede Ferroviária Federal S/A, atualmente extinta.

O transporte de passageiros passou a ser explorado pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos que, aos poucos, foi delimitando e restringindo a operação apenas para a área metropolitana de João Pessoa. “Achamos isso um erro, pois precisamos melhorar a mobilidade urbana em nosso Estado e o trem é a resposta para o transporte de massa seguro e barato, servindo às cidades do interior”, acredita Severino Urbano.

O público atendido terá basicamente dois perfis. Um regional, para quem precisa simplesmente viajar entre essas cidades, e outro de natureza turística, voltado para os visitantes que teriam essa opção de deslocamento de grande atração turística para quem visita a região. Em outro momento, o Sindicato dos Ferroviários da Paraíba pretende focar o projeto no trecho João Pessoa/Campina Grande, passando pelas cidades de Pilar, Itabaiana, Mogeiro e Ingá.

“Vamos buscar parcerias com entidades culturais e comunitárias dessas cidades para levantar esse abaixo assinado e levar ao Ministério das Cidades para que seja feito um levantamento de custos da revitalização dos trechos e expansão dos trens de passageiros”, finalizou Severino Urbano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança