Ônibus Paraibanos

A importância do cinto de segurança de três pontos

Fonte: Revista AutoBus
Foto: Divulgação

U2001_1748-Info

O cinto de segurança de três pontos para automóveis foi criado em 1959 pela fabricante sueca Volvo. As vantagens, segundo o CESVI, frente ao modelo com dois pontos podem ser resumidas pela melhor retenção dos ocupantes em sua posição, propiciando uma distância maior das partes rígidas do veículo, principalmente as regiões abdominais e da cabeça, que geralmente sofrem no momento do impacto.

O Centro de Experimentação e Segurança Viária (CESVI) destaca que o cinto de três pontos permite o uso de tecnologias como o pré-tensionador, comum em veículos equipados com airbag e que tem a função de retrair o cadarço do cinto instantes após o impacto, melhorando o posicionamento do ocupante e aumentando a distância em relação ao painel.

Pioneira na utilização de itens de segurança, como o cinto de três pontos (padrão em todos os seus veículos), a Volvo tem como um de seus valores fundamentais a segurança. Segundo estudos, o cinto é o equipamento mais eficaz em todos os tipos de acidente. Além de impedir, ou minimizar, as lesões em no mínimo 60% dos acidentes (chegando a 80%), não permite que os ocupantes sejam lançados para fora do veículo, mantendo-os em posição segura. O equipamento está presente nos ônibus rodoviários brasileiros desde 1999, porém sua obrigatoriedade refere-se apenas ao modelo abdominal (dois pontos).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.