Motorista: R$ 2.000,00 + R$ 440,00

Fonte: Mais PB
Texto: Mário Tourinho
Foto: Thiago Martins de Souza

1232441_289354051203385_1770567721_n

Na noite da recente quinta-feira, dia 30 de junho, tivemos oportunidade de ser entrevistado pelo conhecido comunicador Padre Albení, isto no programa “Bastidores” que ele apresenta diariamente na TV Master.

Respondendo à primeira pergunta que ele – Padre Albení–fizera-nos, dissemos que a partir de 1º de julho corrente a remuneração do motorista dos ônibus convencionais do transporte coletivo urbano de João Pessoa passara  para  R$ 2.440,00,  sendo  R$ 2.000,00  como   salário básico e R$ 440,00 a título de tíquete alimentação.

Aí, Padre Albení, admirado, questionou: “Quer dizer que a remuneração do motorista de ônibus de João Pessoa está maior que o piso salarial do magistério no Brasil?!

Por óbvio respondemos afirmativamente, vez que o piso salarial dos professores, em nosso país, está em R$ 2.137,00.

Estamos a registrar estes dados – aliás, só estes dados dentre os tantos que compõem os custos operacionais de uma empresa de ônibus do transporte coletivo – para que melhor tantas pessoas possam compreender que nesse setor de atividades há muitas e altas despesas, sim, e não só as receitas relativas à respectiva tarifa, por alguns imaginadas que elas – as receitas – correspondam ao “lucro dos empresários”.

Em um sistema de transporte coletivo como o de João Pessoa, que conta com uma frota operante de 472 ônibus e em que para cada ônibus são necessários quase três (3) motoristas, somente aí já há um comprometimento com uma mão de obra de cerca de 1,3 mil profissionais… profissionais motoristas! Claro que existem outros profissionais, como os cobradores, fiscais, mecânicos etc, cabendo ainda evidenciar que os motoristas de ônibus articulado têm salário básico diferente, que ficou em R$ 2.195,00, quase 10% acima do motorista do ônibus convencional.

Sabemos, por outro lado, que já não era fácil às empresas de transporte coletivo urbano de João Pessoa manterem em dia os salários de seus operadores nos valores anteriormente vigentes, menores em 10% que os que vigoram agora, a partir de julho. Tal só se faz possível graças ao empenho e comprometimento social de cada uma das empresas desse setor. E, para se avaliar o quanto dessa responsabilidade social, basta que nos lembremos que aqui, próximo de nós, Aracaju, cidade similar a João Pessoa, o salário do motorista de ônibus, em março recente, passou para R$ 1.823,00,mesmo que lá seja cobrada uma tarifa de R$ 3,10, ou seja, em dez centavos a mais que a passagem de R$ 3,00 praticada em João Pessoa.

As empresas do transporte coletivo de João Pessoa, no contexto das capitais brasileiras, têm dado bom exemplo de responsabilidade social.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança