Ônibus Paraibanos

Vem aí o novo 0290 da São Jorge, com padrão Navegantes

Fonte: Portal Ônibus Paraibanos
Matéria/Texto: Josivandro Avelar
Fotos: José Roberto / Walteir Mikael

9E1AAAC1-BEFB-4C58-9928-E144940978A5

A Viação São Jorge está trazendo mais ônibus seminovos para renovar a frota da empresa. Em processo de implantação do padrão do Consórcio Navegantes, a empresa, que até então vinha renovando com CAIO, volta a trazer Marcopolo Torino.

O carro 0290 vem reforçar a frota das linhas sem cobrador da empresa, e é o primeiro ônibus da frota pessoense com modelo de dois vidros em cada janela, ao invés dos tradicionais quatro vidros em cada janela.

Encarroçado sob o chassi OF-1722M, da Mercedes-Benz, o novo 0290 da São Jorge foi fabricado em 2009, modelo 2010, e é oriundo da Viação União, de Duque de Caxias-RJ, onde operou com três numerações: DC 1.002, RJ 204.061 e RJ 204.170.

O ônibus possui duas portas, sendo a do meio equipada com elevador para cadeirantes da marca Foca. Possui três letreiros eletrônicos de cor âmbar – frontal, auxiliar e lateral – da marca Dimelthoz – marca nunca antes utilizada pela São Jorge na frota municipal.

O padrão Navegantes ganhou outro detalhe no carro 0290; as três barras de cores azul, verde e vermelha presentes nas laterais e traseira do ônibus agora também estão presentes na dianteira. No mais, a empresa manteve o projeto inicial do padrão.

0290

O novo 0290 substitui outro Torino, fabricado em 2007 e antigo RJ 133.114 da Expresso Real Rio, de Seropédica-RJ. Os Torinos ex-JAL com porta traseira adaptada começam a deixar de vez a frota da São Jorge, após a saída de vários da frota da 104 com a substituição pelos Vip II. Outros já haviam saído bem antes. Como estão entrando na frota sem cobrador, também começa o processo de substituição dos Torinos ex-Flores que rodam sem cobrador, a maioria já desgastada, substituindo-os por ônibus adaptados para cadeirantes.

0 comentário em “Vem aí o novo 0290 da São Jorge, com padrão Navegantes”

  1. Artur Benavides

    Um ônibus com 7 anos de uso ser considerado seminovo é, no mínimo, uma piada. Aliás, por qual razão uma empresa do porte da São Jorge não adquire veículos novos? Esta história de crise é muito mi-mi-mi. No início dos anos 90, mesmo enfrentando os desafios da inflação alta, João Pessoa tinha uma das frotas mais novas do Brasil. Qual a situação no momento? Envelhecimento de frota e descaso público.

    1. Artur Benavides

      É bem assim que entendo também. Muda a pintura para transparecer que o carro é “novo”. Esconde com cores novas um veículo bem usado. E assim, vai enrolando a população pessoense. E pior é que nem uma reforma decente fazem. No máximo, uma limpeza básica para maquiá-lo melhor com a tinta.

  2. Marcelo Pereira

    Esconder a identidade de empresa e ainda por cima “renovar” com carro velho? Hummm… Sei não. Acho que o povo está sendo enganado…

    1. Artur Benavides

      Tinha porque existia a pressão maior das autoridades públicas e da sociedade. Lembre-se: a presença da Setusa, no início dos anos 90, era uma ameaça ao monopólio que hoje predomina. O que irrita mais é você acompanhar tantas aquisições de primeira linha aqui no portal de outras cidades do nordeste, o que só reforça o descaso das empresas que atuam no sistema pessoense.

  3. Vi hoje (14/06) um ônibus igual a esse, só q o número de ordem era 0291 passando na integração do Valentina, tava fazendo linha 118 – Paratibe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.