Ônibus Paraibanos

Cresce representatividade das exportações da Marcopolo

Fonte: Pioneiro
Matéria / Texto: Babiana Mungol

Foto: Roni Rigon

15756304

A Marcopolo divulgou no fim da tarde desta segunda-feira o balanço do primeiro trimestre. A receita líquida somou R$ 428 milhões. Na comparação com os primeiros três meses do ano passado, diminuiu 34%, com queda de 20% nas receitas de exportações. No entanto as exportações representam 55,1% dos negócios do mercado externo. A representatividade aumentou 22%. As informações são da Gaúcha Serra.

A produção total da fabricante de ônibus de Caxias do Sul atingiu 1.365 mil unidades no trimestre, 1.077 fabricadas no Brasil. É uma queda de 45% em relação ao mesmo período do ano passado. O que ajudou a compensar as perdas foi o aumento de 8,1% da fabricação para exportações. Foram enviadas ao exterior 719 unidades.

A participação de mercado da companhia no Brasil foi de 32,2% neste início de ano. O market share geral da Marcopolo foi afetado pelas férias coletivas adotadas na unidade Ana Rech em janeiro e pelo lay-off na unidade da Marcopolo do Rio de Janeiro ao longo de todo o primeiro trimestre. No balanço de investimentos, a fabricante de ônibus investiu R$ 36,5 milhões em máquinas, equipamentos e outras operações.

Entre as demais empresas controladas pelo grupo, foram investidos R$ 34,1 milhões na Volare Espírito Santo e R$ 1 milhão nas demais unidades. No final do mês passado, a empresa lançou o novo modelo de micro-ônibus Volare 5, com características muito mais próximas de veículos de passeio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.