O Minimax da Atalaia

Fonte:
Portal Ônibus Paraibanos / CFO-SE
Texto e Fotos: José Franca


O
Minimax da Atalaia surgiu na renovação de 2006 da Viação Halley, que foi a
compra de 12 Citmax 17.210 EOD e 03 MiniMax LO-812. Enquanto Halley rodaram nas
seguintes linhas: 400 CHB2 – Circular Hermes Fontes Beira Mar 2, 604 – Terminal
Rodoviário / Av. Maranhão / Term. Centro e 613 – Manoel Preto / Centro, todas
elas linhas de baixíssima demanda.

No
final de 2014, a SMTT pra fazer a média com associação de moradores criou a
linha alimentadora 314 – São Carlos / Term. Zona Oeste (Terminal anexo a
rodoviária interestadual), e ficou a cargo da Viação Atalaia a sua operação,
devido ao local ser de ruas estreitas, a Atalaia teve que arranjar um micro, e
foi daí que surgiu o 6662, esse roteiro não demorou muito tempo e foi
modificado para 612 – São Carlos / Mercado, agora indo até o centro da cidade,
tendo como destino final o Terminal Mercado (Manoel Aguiar Menezes), terminal
que leva esse apelido devido a sua localização ser ao lado dos Mercados
Centrais Tales Ferraz (mais pra turista) e Albano Franco (feira livre). Conj.
São Carlos já teve uma linha de micro também para o Centro na época da VCA, a
610 – São Carlos/Planalto/Centro, com um roteiro diferente da 612. Essa
alteração no roteiro não mudou a rotina do micro de andar sempre vazio. O
interessante é que a Modelo poderia ter alugado um Thunder+ Agrale, que eram
mais confortáveis e bem mais conservados que os MiniMax, mas não o fez.

– 314 iniciou a operação em 24/11/2014
– 612 em dezembro/2014 a linha foi modificada para ir até o Mercado

Essa linha tem uma frequência de 1h, funcionando de segunda a sábado, no sábado
a última viagem é 13h30 sentido Mercado >> São Carlos, e é definida como
Radial. Essa linha é mais uma que a empresa paga pra rodar, essas linhas aqui
foram apelidadas de “Linhas Sociais”, o responsável pela “nomenclatura”
foi um dos gerentes da Progresso/Tropical/Paraíso, que agora está na Viação
Atalaia, o sr. Emanuel.

Quando esse micro quebra, a linha fica sem ônibus, já que a Atalaia não tem
outro ônibus do tipo como reserva, a reforma que fizeram nele levou mais de 07
dias, e parece que a reforma foi só visual, já que hoje ele quebrou novamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.