Campina Grande é 1ª cidade paraibana a ter plano de mobilidade urbana

Fonte:
Frota & Cia
Fotos: JC Barboza



O primeiro
município paraibano a construir o plano de mobilidade foi Campina Grande. “O foco são o
transporte não motorizado e o coletivo. A parte mais frágil do trânsito é o
pedestre e o ciclista, se melhorar as faixas de pedestre e ciclofaixas,
resguardamos o mais frágil e podemos trafegar com segurança. Quando tiver um
trânsito de qualidade e interligação de ciclovias, diminui o congestionamento”,
disse Valéria Barros, engenheira civil da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos em Campina Grande.


“O
plano é pensado para 10 anos. A vantagem é que tudo que for feito, seguirá o
plano. Já mudou o sistema de ônibus,
alterações nas linhas para otimizar o sistema de transporte e dar velocidade
operacional”, explicou Valéria.
Para este
ano, a Prefeitura de Campina
Grande pretende fazer o fechamento do terminal das Malvinas e
investir em ciclovias. “Ele precisa ser fechado para integrar, colocar
grade, porque nem todas as linhas que param lá tem a integração temporal. Só
tem uma ciclovia no canal de Bodocongó, precisando de manutenção, a sinalização
está apagada, precisa de placas e desobstruir pontos de obstáculos”, concluiu a
engenheira.
O superintendente de mobilidade de
João Pessoa, Carlos Batinga, informou que o plano do município começará a ser
elaborado este ano e levará pelo menos um ano e meio para ficar pronto.
Em cinco
anos, a Semob pretende concluir o plano
de mobilidade, implantar o BRT, a requalificação viária e algumas
ligações norte e sul. “O plano já era para ter sido feito. A PMJP
conseguiu aprovar financiamento no BID e ainda este ano quer soltar o edital
para elaboração”, disse o superintendente.
“O
problema de todas as grandes e médias cidades brasileiras é a política
equivocada do governo federal nos últimos 25 anos, que incentivou o transporte
individual em detrimento do coletivo. O sistema viário não comporta”, concluiu
Batinga.

O que será feito

  • Faixa
    exclusiva da Floriano Peixoto (corredores, área central e bairros)
  • Melhoria do
    terminal de bairro das Malvinas/Chico Mendes.
  • Binário Alto
    Branco/Catolé e Pedro Otávio/Aprígio Nepomuceno
  • Ciclofaixa
    no Almeida Barreto

1 comentário em “Campina Grande é 1ª cidade paraibana a ter plano de mobilidade urbana”

  1. Plano de mobilidade urbana de Campina Grande? Onde? Quando? Em que local? O que está sendo feito aqui é apenas asfaltamento de trechos de ruas.O que foi feito até agora neste sentido, foi uma """"licitação"""" nos transportes coletivos com o propósito de melhorar a qualidade dos transportes e do serviço e ocorreu exatamente oi contrário. Piorou a qualidade dos transportes e dos serviços. Se colocar o slogan da prefeitura no lugar do nome das empresas é mudança, então esta foi a grande mudança. O que na verdade o usuário tem por aqui é pagar passagem cara para andar em latas velhas. Em termos de qualidade, as duas empresas que tem a melhor qualidade em termos de transportes, é a CRUZEIRO e TRANSNACIONAL.Ambas tem 80% de suas frotas novas. 80% da frota da tal da expresso nacional e cabral são compostas composta por latas velhas. É esta a realidade. Se alguém disser o contrário, é so vir conferir.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.