Passagens de ônibus em Curitiba e Natal já estão sendo cobradas com novos valores

Fonte:
News Comunicação
Foto: JC Barboza



Mesmo sendo uma cidade cujo sistema de transporte coletivo já conta com
subsídios do governo e até isenções tributárias, a Prefeitura de Curitiba não
teve como adiar a autorização de realinhamento de preço da tarifa dos ônibus da
capital paranaense. Desde o dia 1º de fevereiro, a passagem de ônibus passou
para R$ 3,70. O reajuste foi de 12,12%. Com esse novo valor, a tarifa de
Curitiba iguala-se à de Belo Horizonte (MG) que vem praticando o preço de R$
3,70, desde o dia 03 de janeiro último. Em Natal, capital do Rio Grande do
Norte, a passagem dos ônibus foi reajustada em 9,43% e, desde o último domingo
(31), é R$ 2,90.

No
âmbito do Paraná que, a partir de Curitiba, tem tradição em priorizar e
consequentemente fazer uma gestão preservando o equilíbrio econômico-financeiro
do setor de transporte coletivo urbano, assim como em Minas Gerais, outras
cidades que também adotam o mesmo procedimento, a exemplo de Londrina (PR) e
Uberlândia (MG) também já realinharam, este ano, suas tarifas do transporte
coletivo. Em Londrina está em R$ 3,60 e em Uberlândia R$ 3,50. A exemplo de
Uberlândia e Londrina, a cidade de Joinville (SC), desde janeiro último,
pratica uma tarifa de R$ 3,70.

De
novembro de 2015 para cá, 18 capitais brasileiras já realinharam as respectivas
tarifas do transporte coletivo urbano. “Essa medida é adotada para poder
preservar um nível satisfatório no atendimento à população, mesmo sabendo-se
que quando de sua implantação é encarada com antipatia, mas logo em seguida observada
como não só de cautela, mas sobretudo para evitar a desqualificação do serviço
e em consequência ter-se de aumentar a tarifa em valor impactante como em
meados de 2015 aconteceu com Brasília que saiu do valor de R$ 2,00 para R$ 3,00
(50% de reajuste)”, afirma o diretor institucional do Sindicato das Empresas de
Transporte Coletivo Urbano de João Pessoa (Sintur), Mário Tourinho.

Mário
lembra que não é somente no eixo Sul e Sudeste que existem exemplos de
priorizações no transporte coletivo urbano. “No Nordeste há casos da mesma
natureza, merecendo registro a cidade de Petrolina, interior de Pernambuco,
cujo serviço tem sido elogiado pela população e em que a passagem está no preço
de R$ 3,20, desde 1º de janeiro, tendo havido um reajuste de 14,28%”, destaca o
dirigente do Sintur, lembrando que das nove capitais dos estados do Nordeste,
seis já realinharam as tarifas de ônibus entre dezembro do ano passado e
janeiro deste ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Busscar Vissta Buss DD da Auto Viação Catarinense A nova linha Marcopolo G8 Paradiso DD Rota Transportes com soluções Marcopolo BioSafe Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 06/2021 O novo Apache Vip Os raros El Buss da Gontijo Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental