A pintura padrão de Campina Grande começa a tomar forma‏

por:

Campina GrandeLicitaçãoÔnibus UrbanosParaíba

Fonte: Portal Ônibus Paraibanos
Texto: Josivandro Avelar
Fotos: Thales Souza



Após dois meses de adaptação, o sistema de transporte coletivo de Campina Grande começa a tomar sua forma definitiva a partir da inclusão dos próximos veículos das empresas deste mês de outubro em diante. A Cabral e Santa Rosa está finalizando a reforma de um de seus veículos já com o novo padrão visual da cidade.

Uma coisa que já é visível do novo padrão é que ele não será como foi apresentado anteriormente, um layout cujo visual lembrava o padrão das antigas cooperativas da cidade de São Paulo. As cores das áreas até aqui estão sendo mantidas, mas o layout foi alterado para um que lembra o do sistema Integra, de Salvador, implantado este ano.


Outra coisa que ficará definitiva será a forma de numeração dos veículos. O sistema de numeração complexo apresentado anteriormente foi substituído por aquele até então provisório, de quatro dígitos, cujo primeiro indica a empresa, e os demais, o número de ordem do veículo.


O veículo mostrado neste post é o 2039 da Cabral. Ele é um dos ex-Expresso Rio de Janeiro adquiridos pela empresa mês passado, e que enquanto não entravam em operação na Cabral, estavam fazendo fretamento pela Pontual Transportes, empresa da mesma. Como a placa foi retirada para a pintura, não será possível por enquanto determinar quem ele foi na empresa fluminense.


O veículo, que originalmente tinha duas portas, sendo o desembarque pelo meio a uma janela da porta dianteira, recebeu uma terceira porta na traseira, a qual é oriunda de algum dos Viales da Cabral.


Outra novidade que pode ser vista é a inclusão das razões sociais das empresas na traseira, em vez de seus nomes já conhecidos. Ao invés de se apresentar com seu nome de fantasia, a Cabral a partir de agora se identifica como “Grupo Albenita Cabral”. Dá para supor que a Cruzeiro utilize o nome “Verônica Salete Transportes” e a Nacional, o logotipo do Grupo A.Cândido. A Transnacional, apesar de pertencer ao mesmo Grupo A.Cândido, pode usar tanto a marca do mesmo ou o seu próprio nome.

Até a apresentação oficial da pintura, alguns detalhes estão sujeitos à alterações. Aguarde outras informações a respeito do novo visual do transporte campinense.
Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.