Feira de Santana segue sem ônibus após chegada de frota emergencial

by:

BahiaLicitaçãoÔnibus Urbanos

Fonte:
G1 Bahia
Foto:
Divulgação




O município de Feira de Santana, a cerca de 120
quilômetros de Salvador, continua sem ônibus nesta segunda-feira (24), mesmo
após a chegada de veículos do contrato emergencial que irá operar o sistema. De
acordo com o secretário de Transporte da cidade, 40 ônibus estão disponíveis
para circulação desde o domingo (23), mas os rodoviários aguardam depósito de
salários e rescisão para voltar ao trabalho. Os moradores já estão sem
ônibus  há oito dias.

Parte do dinheiro devido aos trabalhadores, no
valor total de R$ 375 mil, deverá ser transferido para os funcionários ainda
nesta segunda-feira (24), após acordo intermediado pelo Ministério Público do
Trabalho na Bahia (MPT-BA). Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários
de Feira de
Santana, José Souza, além do montante, ainda faltam R$ 281 mil para custear
a folha de pagamento dos trabalhadores.
 
“Nós voltamos ao trabalho assim que o pagamento for
feito”, diz o líder dos rodoviários. Contatado pelo G1,
o representante do Sindicato das Empresas de Transportes Coletivos Urbanos de
Feira de Santana (Sincol) não foi localizado para comentar sobre o pagamento.
 
Já o secretário de Feira de Santana alega que a
prefeitura já fez o possível para que o sistema volte a operar. “Da parte
nossa, os carros já chegaram, estão na garagem e hoje está previsto de chegar
muitos carros também”, garante.
Investigação

O Ministério Público Federal vai investigar as empresas Princesinha e 18 de
Setembro, que suspenderam o serviço de transporte de ônibus em Feira de
Santana. A suspeita é de crime de paralisação de trabalho de interesse
coletivo. A suspensão do serviço de ônibus em Feira de Santana entra nesta sexta-feira
(6) no sexto dia. Por conta disso, parte da população vai a pé para o trabalho
porque não tem dinheiro para pegar transporte alternativo e outros pagam
dobrado pelo serviço.
As empresas deixaram de operar o
sistema no último domingo (16), ao alegar dificuldades financeiras. O advogado
da Princesinha e 18 de Setembro disse que ainda não foi notificado do processo,
mas já adiantou que problemas financeiros causados pela redução das tarifas de
ônibus obrigaram as empresas a suspender o serviço.
 
Justiça

O pedido do Ministério Público Estadual (MP-BA) para que a prefeitura de Feira
de Santana colocasse frota de ônibus mínima de 30% nas ruas foi acatada pela
Justiça, de acordo com informações da Promotoria, divulgadas na tarde desta
sexta-feira (21). Segundo o MP-BA, a prefeitura tem que adotar medidas que
assegurem a continuidade dos serviços de transporte na cidade, paralisados há
seis dias. A decisão é do juiz Roque Ruy Barbosa de Araújo, que definiu multa
diária de R$ 50 mil em caso de descumprimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.