Confusão e irregularidades no 1º dia útil de corredor exclusivo em Fortaleza

Fonte:
O Povo
Matéria / Texto: Luana Severo / Nathany Gondim
Foto: Divulgação



Com fluxo de usuários 50% maior que no fim de semana, o primeiro dia útil de
funcionamento do corredor exclusivo para transporte público, com embarque e
desembarque pelo canteiro central, na avenida Bezerra de Menezes, gerou dúvidas
e irregularidades.

Ontem,
poucos eram os que sabiam como proceder. Pedestres caminhavam pela ciclovia,
carros trafegavam pela faixa exclusiva para ônibus e passageiros se confundiam
com as linhas que foram extintas ou que tiveram nomes modificados.
 
Funcionários
da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e da Autarquia Municipal
de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) têm realizado trabalho
educativo, o que deve se manter por 15 dias. “Eles estão muito perdidos ainda”,
comentou Cristiano de Morais, 39, cobrador da linha 200 – Antônio
Bezerra/Centro, que começou a funcionar no último sábado. Segundo Cristiano,
usuários têm confundido a linha 200 com a 222 – Antônio Bezerra/Papicu/Antônio
Sales, cujas frotas têm quatro veículos articulados com ar-condicionado.
 
Com
as mudanças, foi extinto o sistema que especificava paradas para cada linha de
ônibus na avenida. “Eles (os usuários) não sabem que, agora, todas (as paradas)
são para todos (os transportes públicos)”, explicou Vilamar Brito, orientador
da Etufor. Aparecida Monteiro, 39, demorou um tempo até entender que, agora,
teria de pegar o ônibus no canteiro central da via. Achou incômoda a
modificação do ponto de parada, mas não reclamou. “Primeiro dia vale, né?”,
disse.
 
Na
manhã de ontem, O POVO observou vários exemplos de pedestres, passageiros,
motoristas e ciclistas confusos com a readequação do trânsito na avenida. Uma
mulher chegou a transitar pela pista reservada aos ônibus e um idoso preferiu
atravessar fora da faixa de pedestres.
 
Travessia
 
Na
manhã de ontem, muitos dos que procuraram orientação dos agentes do Via Livre
sentiam dificuldade ao atravessar a pista em direção às paradas de ônibus. O
motivo é a distância entre as faixas de pedestres e a incompleta sinalização
semafórica para a travessia. Em nota, a AMC informou que está prevista a
instalação de mais um semáforo para pedestres e a implantação de passagens
exclusivas em quatro semáforos já existentes.
 
Sobre
a fiscalização dos veículos que desrespeitarem o novo corredor exclusivo, a AMC
diz que até o fim deste mês serão instalados os primeiros equipamentos de
fiscalização eletrônica. Por enquanto, um efetivo de 50 agentes de trânsito
será responsável pela vistoria.
Com
a volta dos veículos particulares às faixas da direita da avenida, comerciantes
comemoram poder contar novamente com a proximidade da clientela. “Ficou mais
acessível à nossa loja. Melhorou bastante”, considerou Raíssa Castro, 21, que
trabalha como vendedora. Está prevista para junho a entrega das estações para
embarque e desembarque da frota de ônibus articulados. Para Samuel Dias,
titular da Secretaria Municipal da Infraestrutura (Seinf), as estações devem
facilitar a acessibilidade e diminuir o tempo de parada. “Vai ser uma faixa
expressa”, destacou. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Busscar Vissta Buss DD da Auto Viação Catarinense A nova linha Marcopolo G8 Paradiso DD Rota Transportes com soluções Marcopolo BioSafe Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 06/2021 O novo Apache Vip Os raros El Buss da Gontijo Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental