Justiça suspende licitação para escolha de empresas de ônibus em Feira de Santana

by:

BahiaLicitaçãoÔnibus Urbanos

Fonte:
Acorda Cidade
Fotos: José Franca/Divulgação



O vereador Alberto Nery (PT) anunciou na manhã desta terça-feira (31) que a
licitação do transporte público realizada pela Prefeitura Municipal de Feira de
Santana foi suspensa por ordem judicial. A informação foi dada logo após a
explanação do Secretário Municipal de Transporte e Trânsito, Ebenezer Tuy, que
esteve na Câmara de Vereadores para atender requerimentos aprovados pela Casa.

Nery,
que também é presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes
Rodoviários de Feira de Santana, apresentou diversos questionamentos ao
secretário, mas não obteve respostas satisfatórias. “Como não conseguimos
esclarecer as nossas dúvidas e as da população nesta oportunidade, também
defendo a realização de uma nova audiência pública para tratar sobre o tema”.
 
Mais
cedo, o petista já havia cobrado lisura na licitação da concessão do transporte
público realizada no início do mês. “Nós defendemos aqui a licitação do
transporte, desde que ela seja transparente e seja capaz de selecionar empresas
que realmente tenham condições de operar o sistema, oferecendo um serviço de
qualidade e cumprindo com as obrigações trabalhistas de seus colaboradores”,
cobrou.
 
BRT
 
Ainda
durante a sessão, o líder da oposição na Casa falou sobre o posicionamento do
Secretário de Planejamento Carlos Brito, exposto em nota publicada em um
veículo de comunicação da cidade, criticando as opiniões contrárias ao BRT.
 
“Se
para o secretário discutir os problemas da cidade, é implicância, nós só
podemos lamentar. O BRT é o transporte dos sonhos de Feira de Santana e
precisamos discuti-lo para que ele efetivamente melhore a vida da população da
cidade. Se posicionar contrário ao que está sendo proposto não é ser
implicante. Estou fazendo a defesa da minha cidade”, afirmou.
 
A licitação
 
A
Lis Transporte e Turismo Ltda. (Camaçari – Bahia), Auto Ônibus São João Ltda.
(Sorocaba – São Paulo), Empresa de Ônibus Rosa Ltda. (Tatui – São Paulo) e a CG
Transportes Urbanos Ltda. (Feira de Santana).
A
licitação foi realizada no dia 16 de março com seis empresas credenciadas, no
entanto duas foram desclassificadas por não por não apresentarem os envelopes
com as propostas – a Rápido Vale do Sol Transporte e Turismo Ltda. (Botucatu –
São Paulo) e a Global CNZ Transporte Ltda. (Rio de Janeiro).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.