Ônibus estariam sem parar em pontos obrigatórios da Capital; AETC investiga

Fonte: Portal Correio
Matéria: Alisson Correia
Foto: Kristofer Oliveira



Usuários de transportes coletivos de João Pessoa denunciam que há ônibus que estão queimando paradas na Lagoa, no Centro da Capital, local que deve ser parada obrigatória. A Superintendência executiva de Mobilidade Urbana (Semob) foi comunicada e disse que vai checar para verificar se há reclamações desses casos registradas. A Associação de Empresas de Transportes Coletivos da Capital (AETC-JP) informou que está investigando.

A estudante Mara Oliveira, de 27 anos, disse que estava na parada de Mangabeira quando viu o 5204 – Cristo/Manaíra simplesmente ignorar a parada e seguir em velocidade normal, quando havia pelo menos seis pessoas no ponto, no dia 21 de janeiro, por volta das 21h50. O detalhe é que o namorado dela estava no veículo e viu a reação do motorista que queimou a parada na Lagoa.
“Meu namorado disse que ele viu as pessoas, mas estava muito rápido, e ouviu quando comentou com o cobrador que ‘estava muito em cima para diminuir e parar’. Foi assim que fiquei na parada por mais uns 20 minutos, depois de já ter esperado cerca de meia hora no ponto”, explicou. Apesar disso, ela disse que não procurou a empresa ou a Semob para reclamar sobre o caso.
O Portal Correio esteve novamente no mesmo ponto na noite de 10 de fevereiro e flagrou por volta das 22h a linha 5206 – Cristo/Mangabeira queimando a parada na Lagoa. “Eu corri, pedi parada, mas ele passou; acho que não viu. Absurdo! A Lagoa não é parada central? Eles deveriam pelo menos reduzir a velocidade”, disse um jovem de 22 anos que não quis dar o nome, mas estava na parada naquela noite.
No dia 11 de fevereiro, o Portal Correio esteve na parada também por várias horas do dia, mas somente à noite identificou que um 204 – Cristo e um 202 – Geisel não pararam no ponto da Lagoa, mesmo com passageiros esperando.
O superintendente da Semob, Roberto Pinto, disse ao Portal Correio que precisa checar se há reclamações registradas na central de atendimento da Superintendência e orientou que os usuários liguem para reclamar quando houver casos como esse. Nos ônibus, a Semob disponibiliza o telefone gratuito 0800 281 1518 para que os usuários registrem reclamações quando necessário. 
A AETC-JP informou que não recebeu denúncias dos casos citados, mas garantiu que vai investigar para saber se há ocorrências desse tipo na Lagoa. 
A Associação reforçou que os motoristas que fazem o percurso Centro/bairro devem parar nos respectivos pontos da Lagoa porque todas as paradas são acompanhadas por agentes de fiscalização das empresas ou da AETC.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança