Sobre a Semob

Fonte: Mais PB
Texto: Mário Tourinho
Foto: Paulo Rafael Viana

Não há dúvida de que a Semob (Superintendência Executiva de
Mobilidade Urbana de João Pessoa) é um dos mais (se não o principal)
órgão(s) da PMJP, exigido(s) e citado(s) pela população pessoense. É que
em sua área de atuação (a mobilidade urbana) dois segmentos são vitais
para a cidade 24 horas por dia, todos os dias: o trânsito e o transporte
coletivo.

E dentre estes dois segmentos, qual o mais importante?! O trânsito ou o transporte coletivo?!
Talvez tenha sido pela dúvida que, quando de sua última
reestruturação organizacional em que deixou de ser STTrans e passou a
denominar-se Semob, juntaram-se os dois segmentos em uma só Diretoria: a
de Operações. Porém, a complexidade e importância desses dois setores
são em tal dimensão que as opiniões de especialistas são no sentido de
que cada um conte com uma Diretoria específica, não só na caracterização
de fortalecimento em suas ações, mas, também, para que haja maior
concentração de esforços por parte das respectivas equipes técnicas.
Estas considerações são aqui feitas pelo reconhecimento que temos de o
quanto é complexo (e muitas vezes incompreendido) o trabalho de um
órgão como a Semob, especialmente em uma cidade como João Pessoa que tem
aumentado vertiginosamente o quantitativo  de veículos automotores para
circularem praticamente no mesmo sistema viário de vinte ou trinta
anos  atrás e com poucas possibilidades de ampliação.
Não faz muito tempo, a PMJP ampliou o sistema viário da avenida Dom
Pedro II e aquela parte ao lado do campus da UFPB. Parecia que o
trânsito estivesse ali resolvido. Hoje, no entanto, nos horários de pico,
diariamente se repetem os mesmos congestionamentos de antes. Essas vias
já estão insuficientes… e o pior é que não têm como ser ampliadas! Como
dito por tantas pessoas, “São carros de mais… e vias de menos!”.
Entretanto, no questionamento sobre se é o trânsito ou o transporte
coletivo o segmento mais importante, e especificamente em  relação às
alterações de tráfego recentemente impostas no  centro da cidade, isto
conforme noticiado sábado, dia 7, no Correio da Paraíba (“Obra na Lagoa
muda trânsito”), a Semob deu prioridade ao transporte coletivo, que não
sofreu modificação em seus itinerários “para não haver prejuízo nas
viagens da absoluta maioria da população, os passageiros dos ônibus”. E
isto é motivo de parabenizarmos a Semob, porque igualmente entendemos
que o transporte coletivo é que deve estar à frente para a definição do
trânsito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança