Condutores em João Pessoa desrespeitam faixa exclusiva para ônibus na Epitácio

Fonte: Jornal da Paraíba
Foto: Divulgação

Motoristas que trafegam diariamente pela Avenida Epitácio Pessoa, em João
Pessoa, continuam a invadir a faixa exclusiva para ônibus.

Os
próprios condutores reclamam que por falta de fiscalização da Superintendência
Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP) os veículos acabam transitando na
faixa dos ônibus. A operação faixa exclusiva de circulação de ônibus, que
totaliza sete quilômetros reservados para o transporte coletivo de passageiros,
fez um mês na última quinta-feira, dia 1º de janeiro.
 
Segundo
os condutores de carros e motocicletas, o espaço não está cumprindo com sua
funcionalidade e pode estar contribuindo para formação de congestionamentos.
Para o técnico de informática Jackson Pimentel, que conduz diariamente uma
motocicleta pela avenida, a faixa exclusiva ainda não atingiu seu objetivo de
ordenar o trânsito e garantir o fluxo dos ônibus em um único espaço. “Não está
funcionando, a faixa só atrasa mais o trânsito. Ficamos apenas com duas faixas
e o espaço é pouco para o fluxo de veículos que passam todos os dias na
Epitácio Pessoa”, comentou.
 
O
taxista Márcio Mousinho explica que a faixa exclusiva não ajudou a tornar o
trânsito fluido e que os condutores ainda não assimilaram o novo espaço. “Falta
educação da população, está do mesmo jeito, não mudou nada. Ficou complicado
porque o fluxo de carros é maior do que o de ônibus. Os carros continuam do
mesmo jeito, o trânsito não mudou com a faixa e o trânsito continua
problemático”, relatou.
 
Os
motoristas de carros, como a advogada Rosana Gadelha, ressaltam que não há
agentes da Semob para fiscalizar ou até mesmo distribuir material educativo
para a população, o que dificulta o cumprimento da nova norma e a
conscientização dos condutores. “As pessoas não começaram a respeitar o espaço,
existe a necessidade de um processo de aprendizado, conscientização e
educação”, frisou. Assim como a advogada, o motorista Cristiano Muniz ratifica
a ausência da Semob nesse momento de introdução do novo sistema de trafego.
 
“Falta
conscientização da população, porque os ônibus também não respeitam, saem da
faixa deles e vão para as faixas dos carros.
 
A
Semob deveria orientar para depois fiscalizar e punir”, concluiu.
 
O que diz a Semob
Em
resposta, a assessoria da Semob garantiu que a faixa exclusiva está em período
educativo, permanecendo assim até este mês de janeiro, onde serão iniciadas as
fiscalizações. No entanto, ações estão sendo realizadas, como a distribuição de
panfletos e palestras, com o intuito de ampliar o índice natural de respeito.
Ainda de acordo com o órgão, foi registrado no primeiro momento que quase 90%
dos condutores respeitam a faixa exclusiva para ônibus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança