Capital potiguar é sede do 10º Encontro Nacional de Busólogos

Fonte:
Jornal de Hoje
Foto: Divulgação / Andreivny Ferreira

Apaixonados por ônibus de todo o país estiveram reunidos em Natal no último final de
semana para o 10º Encontro Nacional de Busólogos, para trocar conhecimentos,
experiências e material sobre o veículo de transporte público mais usado no
Brasil. Na manhã deste sábado (13), eles se reuniram no Terminal Rodoviário da
Cidade da Esperança, na zona Oeste, para fotografar e um city tour pelas
principais vias da cidade e à tarde, participaram de palestras sobre o tema.

Segundo
o coordenador do evento, Alex Azevedo, um dos intuitos do encontro é reunir os
amantes de ônibus em um grande evento e favorecer o início de novas amizades
entre eles, para uma maior interação e troca de informações e materiais como
miniaturas dos veículos e fotografias de exemplares raros, como os modelos
fabricados antes da década de 1980.
 
Ele
afirmou que esta edição deve ser a maior já realizada e que há pessoas vindas
de diversos estados do Nordeste e até do Sudeste, como dois irmãos que vieram
do Rio de Janeiro especialmente para o evento. E que os participantes também
trazem informações sobre a realidade do transporte público coletivo de suas
cidades e estados, para comparação com a situação de Natal, que é uma das
piores do Brasil.

“Geralmente
são pessoas que, ou trabalham com ônibus ou tem algum interesse ou curiosidade
nesse tipo de veículo, que vem se modernizando ao longo do tempo e hoje conta
com modelos avançados como os articulados, que é a junção de dois veículos em
um só, possibilitando o transporte de um número maior de pessoas. Também há
quem prefira modelos antigos, como o Diplomata, que são charmosos e importantes
para o contexto histórico”, explicou Alex.
 
Um
dos busólogos que veio para o Rio Grande do Norte só para o evento é o cobrador
Ivam dos Santos, de Fortaleza, no Ceará. Apaixonado pelo veículo desde criança,
ele revelou que coleciona miniaturas de diversos modelos de ônibus e que,
quando está de folga ou férias no trabalho, passa o tempo viajando em busca de
novidades para sua coleção.
 
“Já
fui até o interior do Maranhão de ônibus e sempre que posso, viajo para outros
lugares para conhecer novos modelos e trocar informações e miniaturas com
outras pessoas que também têm o gosto semelhante ao meu. Entre os que eu mais
aprecio, estão os de transporte intermunicipal, maiores e mais complexos, mas
também os bonitos que os usados em linhas municipais”, afirmou.
 
A
estudante Sandra Souza, de Natal, também participou da sessão de fotos
realizada no Terminal Rodoviário na manhã deste sábado e revelou que passou a
observar mais os veículos a partir de 2007, por influência do cunhado, outro
apaixonado por ônibus. “As pessoas ainda têm a crença de que só homens se
interessam por veículos, mas não é verdade. Prefiro os mais modernos, são mais
bonitos”, falou.
Entre
as atividades realizadas para o 10º Encontro Nacional de Busólogos, a
visitação às instalações da empresa Guanabara, maior em atuação no transporte
público de Natal e uma das parcerias do evento. Lá, os busólogos foram recebidos
para palestras sobre ações de marketing da empresa, história e manutenção, além
de conhecer as novidades, e a estrutura da maior empresa do setor urbano da
grande Natal.
 
Conhecendo
a busologia
 
Apesar
de soar estranho aos nossos ouvidos, o termo “Busologia” é usado para designar
a atividade do estudo do ônibus e dos assuntos relacionados a esse tipo de
veículo, como história, sistemas de transportes, empresas operadoras, políticas
públicas, fabricantes de veículos, motores e carrocerias. Ela desenvolveu-se a
partir das atividades de colecionismo, desenhos, pinturas e fotografias, além
de encontros, exposições e debates ligados ao ônibus.
 
De
acordo com Alex Azevedo, a estimativa é que existam aproximadamente 15 mil
adeptos da Busologia no Brasil e outros 45 mil em todo o mundo. “A Busologia
vem se difundindo cada vez mais no país graças à internet, que favorece o
encontro de fãs de ônibus em listas de mensagens, fóruns e comunidades
virtuais. O grande número de adeptos se dá, também, pela predominância no
Brasil do ônibus no transporte público, o que atrai a curiosidade de muitos a
respeito desses veículos e das empresas que os operam”, explicou.

Atualmente,
eles se comunicam bastante através das redes sociais, onde aprendem mais sobre
os modelos existentes e os que já foram usados no país e também podem trocar
experiências e material relacionado aos veículos coletivos. “Começou em 2008
com o Orkut e hoje, estamos no Facebook. A comunidade vem crescendo a todo
instante, juntando mais e mais pesquisadores potiguares do transporte e a nossa
página no Face já é uma das maiores e mais famosas do Brasil, com forte
representação regional”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.