Conceito de propulsão elétrica para ônibus urbano

Fonte: Blog do Caminhoneiro
Foto: Divulgação


Com nova geometria das engrenagens e funcionamento mais silencioso, a ZF
otimizou o eixo elétrico AVE 130 para utilização em ônibus de piso baixo. O
eixo, que pode ser utilizado no modo totalmente elétrico ou com sistemas
híbridos em série, já comprovou sua flexibilidade em testes de campo realizados nas maiores
cidades europeias. Para ônibus leves e ônibus rodoviários – uma aplicação em
franco crescimento na América do Sul e Ásia – a ZF também oferece uma variação
híbrida do AS-Tronic Lite.

Ônibus
urbano sem emissão
 
Com
o AVE 130, agora é possível fazer o que era inimaginável no passado: a
operação de ônibus urbano livre de poluentes. Em diversos testes de campo, mais
de 300 eixos portais elétricos rodaram mais de dez milhões de quilômetros nos
últimos anos, demonstrando sua adequação no dia a dia. Inclusive nos ônibus
articulados fabricados pela EvoBus, o AVE 130 está sendo usado na operação
híbrida em série junto com um motor diesel de tamanho reduzido (downsizing).
 
Em
comparação aos ônibus acionados por motores diesel convencionais, este eixo
convence pela condução eficiente e ecológica, livre de emissões. Um grande
número de projetos de clientes estão passando por testes ou prestes a serem
implementados em todo o mundo. Os destaques incluem projetos na China com o
fabricante Foton, e na Turquia com o fabricante
Bozankaya, onde o AVE 130 está sendo usado em ônibus acionados por baterias.
 
O
eixo de piso baixo da ZF, que suporta até 13 toneladas e tem uma carga máxima de 2×120 kW, também é adequado
para ônibus bi-articulado. Nesse caso, dois AVE 130 podem ser usados em
resposta à topografia difícil, de maneira que as características de tração
podem ser substancialmente melhoradas. As rodas são acionadas individualmente
através de motores assincronizados resfriados por água, com uma densidade de
potência elevada e uma redução de desmultiplicação fixada em duas etapas. Até a
velocidade máxima em estrada, os passageiros não notam nenhuma interrupção na
força de tração, graças à ausência de mudanças de marchas. A operação híbrida
em conjunto com o acionamento elétrico do AVE 130 proporciona economias de
combustível de até 30% na operação, quando comparado aos acionados por motores
diesel convencionais.
 
Tecnologia
de piso baixo compatível com a instalação
 
O
AVE 130 não é apenas uma inovação no transporte público em termos de eficiência
energética. Outras vantagens surgem no caso de um projeto, em conjunto com os
eixos portais AV 132 e AVN 132 da ZF, no qual os motores de acionamento são
posicionados diretamente nas unidades do cubo do eixo. Como o acionamento e o
eixo cardan na traseira não são mais necessários, o espaço de instalação dos
bancos e área para passageiros em pé podem ser expandidos. Além disso, a
tecnologia de piso rebaixado proporciona uma entrada e saída mais confortável,
livre de degraus. Por último, o AVE 130 apresenta vantagens significativas em
termos de peso. Graças aos seus dois motores elétricos integrados, ele pesa
entre 200 e 500 kg a menos do que todas as demais soluções com motor central
elétrico, transmissão intermediária e eixo acionado convencional, bem como
soluções com motores sem transmissão integrados nos cubos de rodas.
 
Com
o AVE 130, os engenheiros da ZF desenvolveram um ônibus urbano inovador para a
maioria dos requisitos rigorosos. Um item de grande importância foi
acrescentado para assegurar que o AVE 130 possa ser usado em conjunto com
combinações de pneus/rodas normais. Além disso, discos de freio facilmente
acessíveis foram instalados, os quais são também usados nos eixos de ônibus
convencionais da ZF.
 
O
futuro também pode ver as aplicações onde o eixo em ônibus articulados suporta
um driveline diesel ou aplicações que podem ser flexíveis às alternativas de
larguras de faixa, graças à simples construção do suporte do eixo. Na mesma
linha, o foco permanecerá na combinação com fontes de energia alternativas,
como por exemplo, linhas de trólebus, baterias, ou células de combustível.
 
Os
sistemas de transmissão automatizada ZF AS-Tronic Lite já são utilizados em
ônibus rodoviários e ônibus leves na América do Sul e China. A ZF está
desenvolvendo agora uma versão híbrida desta transmissão para estes mercados.
Esta
transmissão híbrida modular pode ser integrada ao sistema de transmissão
existente. O sistema como um todo consiste na transmissão, motor elétrico de 60
kW, inversor, encaminhamento elétrico e gerenciamento de energia. Assim, ele
pode assumir todas as funções de um sistema totalmente híbrido, que são
start/stop, regeneração da energia de frenagem (recuperação), suporte durante a
aceleração (função boost), partida elétrica e modo totalmente elétrico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança