Empresas vão criar primeiro programa nacional de milhas de ônibus

Fonte:
Época Negócios

Matéria
/ Texto: Pedro Carvalho

Foto: JC Barboza

A Netpoints, empresa que faz programas de fidelidade, vai lançar um cartão de
milhagem para viagens de ônibus, nos mesmos moldes das companhias aéreas – você
junta pontos quando viaja ou faz compras, para trocar por passagens grátis
depois.

O sistema se chamará “Curta Viagem” e será lançado em São Paulo no final de
outubro, onde passa a valer para quatro empresas rodoviárias: Breda,
Piracicabana, Litorânea e Pássaro Marrom.  Em 2015, será estendido para 17
companhias e cobrirá quase todo o país.

 
Todas
essas empresas têm em comum o fato de possuírem participação acionária da
família Constantino, fundadora da Gol Linhas Aéreas. “O [Constantino] Junior
chegou para a gente e disse: ‘tem um negócio que andamos pensando aqui dentro,
veja se interessa para vocês”, conta Carlos Formigari, sócio fundador da
Netpoints.

Como Constantino é sócio das viações, a ideia permitiu que a Netpoints juntasse
empresas que viajam para diferentes regiões do país numa única tacada. “A
dificuldade para se criar um programa assim sempre foi o fato que não existe
uma empresa de ônibus que cubra todo o país, como a Gol ou a TAM”, afirma
Formigari. “Se alguém quiser fazer um programa como o nosso, terá de criar
vinte e tantos contratos diferentes”, diz.

Algumas empresas já fazem programas individuais de milhagem, como a Cometa e a
Autoviação 1001. A diferença do “Curta Viagem” será justamente a união de 17
companhias diferentes no mesmo programa. “Para 2015, nossa meta é fechar com
redes de hotéis”, afirma Formigari.

O empresário também prepara o lançamento de um cartão pré-pago com programa de
fidelidade – segundo ele, outra ideia pioneira. Batizado de “Super NetPoints”,
chega ao mercado também em outubro, em parceria com a Superbank, uma empresa de
meios de pagamento. “Acredito que quem vai ocupar o lugar do dinheiro será o
cartão pré-pago, assim como o cartão de crédito ocupou o lugar do cheque”, diz
Formigari. “A principal vantagem desse tipo de cartão é a segurança”.

Formigari é ex-executivo do Unibanco, onde chegou a ser presidente do Unicard,
sistema de cartões da instituição. A Netpoints tem como sócios – além dele e de
outros quatro fundadores – a Smiles, a Bozzano (que foi “investidor anjo” da
empresa), a Marisa e a Turin (um “family office” de ex-executivos da Bozzano).
Criada em 2011, ela tem foco no varejo – ou seja, faz programas de fidelidade
para supermercados e afins. Tem 10 milhões de usuários cadastrados e calcula
que vai fechar o ano com R$ 7 bilhões transformados em pontos, o que geraria
uma receita superior a R$ 70 milhões, dados cinco vezes maiores que os de 2013.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança