Ônibus Paraibanos

AL cria Frente em Defesa do Transporte Coletivo da Paraíba

Fonte: PB News

Matéria / Texto: 
Ângelo Medeiros

Foto: Thiago Martins de Souza


A Assembleia Legislativa da
Paraíba (ALPB) criou a Frente Parlamentar em Defesa do Transporte Coletivo com
Qualidade e Segurança. Ela tem o objetivo de
discutir e propor políticas públicas que garantam qualidade e melhorias aos
usuários do sistema de transporte público. O ato da Mesa Diretora que autoriza
a criação foi publicado na edição desta quinta-feira (27) do Diário do Poder Legislativo
(DPL).

A Frente é formada por 14
parlamentares. O presidente será Domiciano Cabral (Democratas), autor do
requerimento que propôs a criação do grupo. De acordo com ele, o trabalho será suprapartidário,
reunindo todos os deputados estaduais envolvidos com a temática da qualidade e
segurança no transporte público.
“Vamos disponibilizar
informações e dados técnicos socioeconômicos sobre as frotas de veículos
coletivos, e as políticas públicas voltadas para a melhoria da qualidade e
segurança dos transportes de passageiros em toda a Paraíba”, explicou Domiciano
Cabral. As informações serão disponibilizadas por meio de sistema
informatizado.
Para dar suporte aos
trabalhos da Frente Parlamentar em Defesa do Transporte Coletivo, a Mesa
Diretora da ALPB disponibilizará equipe técnica e a estrutura necessária para o
trabalho dos parlamentares. As reuniões ordinárias serão abertas ao público e
às entidades interessadas no tema.
Também compõem a Frente
Parlamentar em Defesa do Transporte Coletivo com Qualidade e Segurança, os
deputados Janduhy Carneiro (PTN), Carlos Batinga (PSC), Toinho do Sopão (PEN),
Antônio Mineral (PSDB), Anísio Maia (PT), Assis Quintans (Democratas), Doda de
Tião (PTB), Branco Mendes (PEN), Trócolli Júnior (PMDB), Ivaldo Moraes (PMDB),
Márcio Roberto (PMDB), Hervázio Bezerra (PSB) e Carlos Dunga (PTB).
Outros deputados ainda
poderão ingressar na Frente. De acordo com o ato publicado no DPL, os
parlamentares interessados terão um prazo de 30 dias para solicitar a adesão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.