Auto Viação Santa Cruz: a origem da nova frota de Bayeux

Fonte: Portal Ônibus Paraibanos
Matéria / Texto: Paulo Rafael Viana
Fotos: Acervo Paraíba Bus Team

Nessa última semana a população de Bayeux, na grande João Pessoa, se deparou com mais algumas novidades pelas ruas. Uns ônibus de três portas, brancos com uma pintura laranja com preto, e uns adesivos com o nome da empresa Wilson por cima. A Metro Transportes (ou Wilson) adquiriu parte da frota de uma empresa que fechou suas portas na região metropolitana do Recife, e pela necessidade de circularem logo, foram operar ligando Bayeux a  João Pessoa do jeito que chegaram, com pintura e prefixo recifenses intactos. Vejam nessa matéria um pouco mais sobre a origem desses novos ônibus!

A empresa pernambucana Auto Viação Santa Cruz, fundada
em 1960 e que era sediada em Jaboatão dos Guararapes, encerrou suas atividades
no dia 7 de fevereiro desse corrente ano de 2014. Ela fechou por não ter se
enquadrado dentro da licitação do STPP/RMR (Sistema de Transporte Público de
Passageiros da Região Metropolitana do Recife), ficando assim de fora do
sistema do Grande Recife Consórcio de Transporte.

Um dos ônibus da empresa Santa Cruz em um dos terminais integrados do Grande Recife
Com o fechamento da empresa, toda uma frota ficou
inativa, sobrando na garagem sem poder operar. Mas rapidamente os melhores
carros da empresa foram aproveitados por outras empresas que começaram a adquiri-los,
como foi o caso da Metro Transportes, que adquiriu vários ônibus da Santa Cruz,
sendo que até o fechamento dessa matéria, oito já se encontram em operação na
cidade de Bayeux.
Momento em que um motorista da empresa registra em foto um de seus companheiros de trabalho no último dia de operação da empresa no grande Recife. Autor da foto: Silas Galvão.
A Santa Cruz operava um total de 12 linhas, duas delas
sendo linhas do serviço bacurau. Essas linhas ligavam vários bairros do grande
Recife a terminais do SEI – Sistema Estrutural Integrado, e dos terminais
tinham linhas para o centro do Recife e para outros terminais. Todas as linhas
cobravam a tarifa “A”, que até então custa R$ 2,15. As linhas que a Santa Cruz
operava até seu fechamento eram essas:
103 – UR-11 / Barro
108 – Barro / Ceasa
137 – UR-11 / TI Tancredo Neves
143 – UR-06 / TI Tancredo Neves
146 – UR-11 (Bacurau)
149 – Zumbi do Pacheco / TI Cavaleiro
167 – TI Tancredo Neves (Imip)
Ônibus articulados também fizeram parte da Santa Cruz, mesmo tão repentinamente
219 – TI Jaboatão / TI Tip (Sancho)
220 – TI Jaboatão / TI Cavaleiro
250 – Santo Aleixo / Jaboatão (Luz)
251 – Santo Aleixo / Jaboatão (Rios)
254 – Jaboatão (Bacurau)

A Santa Cruz operou também a linha 200 – Jaboatão
(Parador), mas a trocou com a Empresa Metropolitana pela linha 167 citada
acima.
Essa pintura que todos nós vimos rodando em caráter
provisório por Bayeux era a mais recente pintura da extinta empresa
pernambucana. A Metro Transportes a aproveitou provisoriamente, colando apenas
um adesivo com o nome “WILSON”. Inclusive o prefixo foi aproveitado por enquanto,
até que todos recebam a identidade visual da Metro e seus devidos prefixos no
padrão correto: 55XX.
Houve uma pintura anterior a última que existiu. Na
foto abaixo podemos ver um dos carros que ostentavam a pintura antiga, e também
uma das raridades que se encontrava em plena operação no Recife: um Ciferal
Padron Cidade I com chassi Volkswagen 16.210 Euro III.
A pintura anterior da Santa Cruz. Antecessora à pintura que vemos por enquanto pelas ruas de Bayeux
Um dos Apache Vip II da Santa Cruz numa das plataformas do Terminal Integrado Tancredo Neves, em Recife, operando a linha alimentadora 137 – UR-11 / TI Tancredo Neves
Para encerrar essa matéria que falou um pouco sobre a
Auto Viação Santa Cruz, empresa pernambucana que fechou suas portas em 7 de
fevereiro e que teve parte de sua frota adquirida pela paraibana Metro
Transportes > Wilson, vamos fazer uma retrospectiva dos ônibus ex-Santa Cruz
que já se encontram circulando entre Bayeux e João Pessoa. Os prefixos abaixo
se referem à sua origem na Santa Cruz, e que a Metro aproveitou
improvisadamente:

038 – CAIO Apache Vip II / Mercedes-Benz OF-1722
088, 298, 308, 318, 338 – Comil Svelto 2008 / Mercedes-Benz OF-1722
Vale salientar que outros veículos oriundos da Santa Cruz ainda irão começar a operar nos próximos dias. Aguardem!
Fica registrado aqui também os nossos parabéns à Metro Transportes por essas aquisições, visando melhorar cada vez mais o serviço de transporte coletivo prestado. Cabe agora aos governantes fazerem sua parte e fiscalizar o transporte clandestino, que infelizmente está cada vez mais abundante.


19 comentários em “Auto Viação Santa Cruz: a origem da nova frota de Bayeux”

  1. A única correção que peço é a do primeiro parágrafo, que foi repetido como segundo. No mais matéria excelente.

    Atualizando sobre a frota da Wilson, já se sabe que os carros começaram a receber outro adesivo, dessa vez com o prefixo definitivo na empresa, uma vez que para a frota ser cadastrada no DER é necessário por lógico o prefixo.

    O carro 038 roda como 5536 e há outro Vip II rodando como 5537 (ou seja, já há mais de um Vip rodando na Wilson). O carro 318 roda como 5535; e o 338, como 5540. Os prefixos entre 33 pra cima são aumento de frota, já que como sabido, a Metro absorveu a Almeida.

    1. Obrigado, Josivandro. Não sei qual foi o problema, mas o Blogger engoliu o primeiro e repetiu o segundo parágrafo. Mas já reescrevi o parágrafo introdutório.

      Vi algum no Ônibus Brasil que estava com o prefixo 55XX, só não lembro qual no momento. Não andei muito de Santa Cruz por aqui, mas nas vezes que andei, achei ser uma boa frota. Aparentam terem sidos excelentes aquisições.

    1. Mas mais de 70 % dos ônibus da mirim já estão conforme as licitações, a são Paulo já se foi, a cruzeiro atualizou seus ônibus e ainda continua rodando e a rodolinda acho q não existe mais apesar dos ônibus da rodotur que rodam no terminal Pelópidas com destino Joana Bezerra estarem com a nova empresa CONORTE, e por a empresa rodar com BRT'S acho improvável os ônibus q restaram da rodolinda saírem!

  2. Será que agora irão substituir definitivamente os Caio Vitória restantes(5527 e 5528),os comil Svelto(5503,5509,5514 e 5519) e a velha Scania de guerra Busscar F94(55015)?Sou de Bayeux, usuário de transporte coletivo, acredito que essas mudanças ocorrerão com o tempo, só espero que seja bem breve.Abraços à equipe.

    1. 5528 já foi substituído, por um Torino ex-Vera Cruz de Belford Roxo. Os demais de fato substituíram sim os Vitórias. 5526 e 5527 haviam sido renumerados para 5534 e 5537, mas os dois prefixos foram preenchidos pelos Svelto 2008, com isso aposentando definitivamente os Vitória.

  3. falando em deixar de operar ,alguem te noticias dos restos da almeida o que aconteceu ocm os onibus dela? vendidos? ou estao na garagem abandonados? algume ja procurou saber isso?

  4. AS EMPRESAS SÃO PAULO E RODOLINDA INGRESSARAM EM CONSÓRCIOS VENCEDORES DA LICITAÇÃO. A MIRIM CERTAMENTE TERÁ O MESMO DESTINO DA SANTA CRUZ POIS A MESMA FICOU DE FORA DA LICITAÇÃO.A CRUZEIRO TAMBÉM FICOU DE FORA MAS OPERA LINHAS DA CAPITAL PRA MATA SUL.

    1. As linhas da santa cruz foram aderidas por outras empresas, já a rodolinda está em conjunto com a consorte, a mirim deve ter uns 5 ônibus que não estão de acordo com o pedido feito nas licitações mas acho q ela deve ficar pois os ônibus q não estão aprovados eles são complementares , ou seja, só rodam pela cidade de Jaboatão dos Guararapes , então as outras estao com as devidas atualizações da licitação!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança