Ônibus Paraibanos

Uma viagem no tempo com a empresa Nossa Senhora da Aparecida‏

Fonte: Portal Ônibus Paraibanos / Busão de Natal /
Revista “A sua boa estrela”

Texto: JC Barboza / Josenílson Rodrigues

Fotos: Divulgação

Eram tempos difíceis de estradas de terra em que
empresários em ônibus precários eram desbravadores de distância levando
nordestinos a tentarem uma vida melhor no sul do país em longas viagens.

Umas dessas desbravadoras era a empresa Nossa Senhora de Aparecida com sede na
nossa querida Natal com suas cores azuis e brancas, vistas de cor vermelha e a
inconfundível imagem da padroeira do Brasil.

No início dos anos 60, José Barbosa de Araújo, fundador
da empresa deixou o interior de Pernambuco e pra morar em Recife, pois não
estava satisfeito com a vida que levava. Seu cunhado explorava a linha Caruaru
X São Paulo e por conselho dele, vendeu sua mercearia e adquiriu três ônibus
que ficaram a serviço dele. Só que ele queria ter um serviço próprio, foi
quando soube que as linhas Natal X RJ e Natal X SP estavam para serem vendidas.
Ele fez de tudo, mas não deu certo. Seus ônibus ficaram parados por um tempo e
as coisas ficaram difíceis. Sua mulher orava para a padroeira do nosso país e
ela não o abandonou. O DNER liberou concessão das mesmas linhas que há tempo
atrás ela tentou adquirir. Com isso em 20 de agosto de 1964 nascia à empresa
Nossa Senhora de Aparecida que levou o nome da santa devido à promessa de sua
mulher.
Os primeiros meses foram difíceis. José morava com sua
família dentro dos ônibus, pois vinham de Recife e ainda não possuíam casa em
Natal. Foi um longo e difícil caminho até ela chegar ao lado das principais
empresas brasileiras. Em 1976 eram 96 veículos e 380 funcionários e suas
principais linhas eram Natal X RJ, Natal X SP, Garanhuns X SP e as
intermunicipais partindo da capital potiguar para Caicó, Mossoró e Currais
Novos. A empresa também atendia aos moradores do litoral norte paraibano na ligação com o sudeste do país. A Aparecida Turismo, a Sopneus também e a Apavel, Aparecida veículos que
representa a Volvo no Rio Grande do Norte, faziam parte do grupo.

A Aparecida chegou a operar linhas municipais na cidade de
Natal com ônibus rodoviários com valor de passagem diferenciados. Tempos depois
ela vendeu todas as linhas, primeiro as interestaduais para a São Geraldo, que
inclusive comprou parte de sua frota rodoviária incluindo monoblocos 0-326 e
0-355 e os diplomatas B-58 de 1981 e 1982. As demais foram divididas entre
outras empresas como a Viação Jardinense que herdou algumas linhas da mesma ao
comprar a empresa Aparecida.

Hoje da Aparecida só resta a Apavel, revenda Volvo no nordeste. O resto da
empresa foi toda desfeita, provavelmente a Apavel nem seja mais de José Barbosa de
Araújo.

Matéria publicada originalmente em 18 de setembro de 2011 no site Busão de Natal: http://www.busaodenatal.com/2011/09/uma-viagem-no-tempo-com-empresa-nossa.html

4 comentários em “Uma viagem no tempo com a empresa Nossa Senhora da Aparecida‏”

    1. Júlio Cesar Araujo Barboza

      Quando fazemos um comentário, para contadizer algo, devemos pesquisar a fundo para não falarmos asneiras e sermos desmentidos em público. Essa matéria foi publicada originalmente em setembro de 2011 no site Busão de Natal depois de uma pesquisa que fiz na internet, portanto antes da matéria do Unibus que foi em março de 2012. Caso queira tirar suas dúvidas, acesse o link: http://www.busaodenatal.com/2011/09/uma-viagem-no-tempo-com-empresa-nossa.html

      Dá próxima vez, procure pesquisar com calma, NUNCA publicamos matéria alguma sem dar os devidos créditos aos autores.

      Júlio Cesar Araújo Barboza

  1. Havia, também, uma linha de ARACAJU para São Paulo, quando – a Aparecida – comprou a Empresa Rodoviária Sergipe Ltda., que tinha essa única linha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.