Ônibus Paraibanos

Caio Induscar fecha o ano com resultados positivos

Fonte: Caio

Fotos: Thiago Sione
Segundo dados da FABUS,
projeta-se que a produção do mercado brasileiro de carrocerias fechará o ano
com cerca de 33 mil unidades, com um aumento de 1,5% em relação a 2012. O primeiro
semestre de 2013 foi aquecido, devido às renovações de frota e às licitações.
No segundo semestre, as mudanças nas regras do BNDES e as manifestações
realizadas por todo o país, fizeram com que diminuíssem as compras de ônibus. 

O mercado interno foi o
maior responsável pela demanda de 2012 e 2013, sendo 87% em 2012 e 88% em 2013,
até novembro, proporcionalmente.
A produção geral da Caio
Induscar em 2013, registra uma estimativa de aumento de 2%. Quanto à produção
de urbanos, continua sendo líder.
A empresa investe
continuamente no desenvolvimento de produtos e processos e em 2013, reestilizou
o ônibus Solar, desenvolvido para O segmento rodoviário e de fretamento, e o
microônibus Foz. Os dois modelos receberam linhas suaves, design moderno, alinhados
à segurança e comodidade dos passageiros.
Ainda neste ano, a
fabricante de carrocerias paulista fez dois investimentos que fazem parte de um
projeto de expansão do Grupo, o de R$ 25 milhões, em uma nova fábrica em Barra
Bonita, SP, e o de R$ 30 milhões, em um Complexo Industrial na cidade de
Botucatu.

Para o ano de 2014,
espera-se que no primeiro semestre, o mercado mantenha o ritmo do mesmo período
de 2013. Já no segundo semestre, espera-se que o mercado se acomode em
patamares um pouco menores que os do primeiro semestre.
A expectativa da
encarroçadora para o ano é manter o Apache Vip como o urbano mais vendido, as
vendas dos modelos BRT e o aumento da participação no segmento de Fretamento,
com a carroceria Solar.

Para a Caio Induscar, é
fundamental produzir carrocerias que aliem beleza, conforto, segurança, força e
modernidade, atendendo ao mercado e às necessidades dos clientes.
Compartilhe esta matéria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.