A volta dos que não foram – Parte II

Fonte: Portal Ônibus Paraibanos

Matéria / Texto: Thiago Martins de Souza

Fotos: Thiago Martins de Souza / Marcos Filho

Enquanto todos esperam o milagre da renovação em
Bayeux, a empresa Wilson surpreende novamente, e mais uma vez
negativamente.  Que me perdoem os
nostálgicos, mas reativar um carro prestes a completar 23 anos de uso não é bem
o que os usuários de Bayeux esperavam como “presente de fim de ano”.

Antigo 5524 da mesma empresa, este carro foi desativado
no final de 2010, e desde então estava nos fundos da garagem, em abril de 2011
a vaga dele foi preenchida por um Viale OF1417 ex Viação São José RJ, e prestes
a completar o prazo dado pelos empresários para que a tal Gobus comece as
atividades, eis que a velha Scania ano 1991 volta as ruas, meio que as pressas,
pintada com linhas verdes e para-choques vermelhos que destoam completamente do
layout da empresa. Por todos estes anos ele esperou por um comprador que nunca
apareceu, e devido ao déficit de frota e quebras constantes dos outros veículos
ele está de volta as ruas.

Ele ainda com a antiga pintura da Wilson e numerado como 5524

Dizem por aí que já tem TPU sendo preparado para voltar
a Wilson, seria um Torino 1989 que tinha prefixo 5518 na empresa e atualmente
roda como 0103 na TPU. É esperar para ver as cenas dos próximos capítulos do
calvário que a população de Bayeux enfrenta diariamente.

11 comentários em “A volta dos que não foram – Parte II”

  1. ESSE CARRO TAVA NA UNITRANS SEMI NOVOS É FOI VENDIDO PARA UMA EMPRESA QUE NÃO SEI O NOME. ELE ERA CARRO TESTE DESSE NOVA EMPRESA POR RISO QUE ELE TÁ COM ESSA PINTURA
    quem disse isso para min foi um funcionário que trabalha lar

  2. Sou mais esse Scania do que os Vitoria Sucatao que andam atualmente na wilson atualmente e ainda voces reclamam rsrsrsrs,#voltabussarurbanussscania5504

  3. Meu Deus quando é que o poder público vai intervi em Bayeux e resolver isso, será que será preciso ocorrer um grave acidente com vítimas fatais para que as autoridades resolvam esse descaso com a população que se arrasta a décadas, morei em Bayeux dos anos 80 até meados dos anos 90, e já naquela época tínhamos ônibus velhos com mais de 15anos em atividade, esses veículos Scania teve pouco tempo de vida entre as demais empresas por ser um carro de manutenção cara e consumo de diesel exagerado e nenhum diferencial de conforto em relação aos modelos convencionais. Antônio Carlos – J.Américo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Apache Vip V da Matias Vissta Buss 400 da Cantelle El Buss 320 L da Solazer El Buss FT da Dom Bosco Apache Vip V da Viação Novacap Vissta Buss DD da 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 08/2021 Senior da PB Rio Apache Vip V da Viação Pendotiba Apache Vip V da N.S. Penha Vissta Buss 360 da 1001 Torino da Turp Transporte