Marcopolo Rio aposenta marca Ciferal

Fonte: Automotive Business

Matéria / Texto: Sueli Reis

Foto: Divulgação
A Marcopolo consolida a estratégia de organizar sua estrutura industrial no Brasil
concluindo a transição da unidade de negócio Marcopolo Ciferal para Marcopolo
Rio, dedicada exclusivamente ao segmento de carrocerias urbanas. A empresa com
sede em Caxias do Sul (RS) vai concentrar a produção de modelos urbanos no
espaço herdado da Ciferal, encarroçadora com fábrica em Xerém, no município de
Duque de Caxias (RJ), que adquiriu em 1999. A unidade gaúcha focará nos
rodoviários.

“A marca
Ciferal não será extinta, mas ficará adormecida. A nomenclatura Marcopolo
Ciferal criava certo ‘ruído’ entre os clientes, principalmente para aqueles dos
mercados de exportação. O nome Marcopolo é mais forte, o que nos possibilita
trazer mais negócios externos para o segmento de urbanos ”, explica o diretor
de operações, Paulo Corso. Ele argumenta que a Ciferal não acompanhou a
evolução dos produtos: “Hoje, as inovações chegam muito mais rápido do que no
passado e a Ciferal não se adequou, seus produtos não cabiam nas inovações. A
marca era capaz de lançar novidades mais econômicas, com produção mais rápida,
o que foi um impacto para a indústria nacional de ônibus. Entretanto, hoje, é
difícil impactar: não se consegue inovar com custo baixo, tem de ter um modelo
muito versátil para produzir com competitividade”.

Para
sustentar seu plano focado no atendimento exclusivo para cada segmento, a
Marcopolo aplicará R$ 55 milhões entre 2013 e 2015 na linha de montagem do Rio
de Janeiro, dos quais R$ 20 milhões foram investidos só neste ano em
modernização e adaptação da unidade para produzir toda a linha de carrocerias
urbanas da marca. “Futuramente, também migrará para o Rio a linha de produção
dos BRTs, que temporariamente continua em Caxias do Sul”, informa o diretor de
negócio ônibus, Paulo Andrade.


Com o
aporte, a empresa quer aumentar a capacidade produtiva dos atuais 25 ônibus por
dia para 35/dia. Andrade explica que a demanda é quem dita o ritmo da produção,
que este ano oscilou entre 11 e 28 unidades/dia. Atualmente, a capacidade
instalada é de 40 unidades diárias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança