Ônibus Paraibanos

Série histórica: Caio Vitória da Rodoviária Santa Rita

Fonte:
Portal Ônibus Paraibanos

Matéria
/ Texto: Kristofer Oliveira / Fábio Alcântara

Desenhos:
Gilberto da Costa Junior
Abrindo mais uma série (e longa, diga-se de
passagem), dessa vez abordando um consagrado modelo da Caio, o Vitória.
Fabricado no fim dos anos 80 até a metade dos anos 90,  teve uma forte
presença no sistema de transporte pelo país afora. Na Paraíba não foi
diferente, ao marcar presença na frota de praticamente todas as empresas. É
fácil apontar quem não teve, dentre essas justamente a Transnacional, que teve
bastante Amélia na sua frota.


Começaremos abordando alguns que rodaram na Rodoviária Santa Rita.

Dentre os que a Santa Rita teve, estão os 50.03, 50.14, 50.15 e 50.43.

Os três primeiros vieram no início dos anos 90, sendo F-113 HL, OH-1520 e OF-1318, respectivamente. 

O 50.03 chegou para substituir um outro modelo da Caio que ocupava o prefixo, o
Amélia. Ficou na frota até o ano 2000 e foi sucedido por um Busscar Urbanuss,
que permanece na frota até o momento.

Já o 50.14 também sucedeu um Amélia, que parece ter tido motorização traseira.
Permaneceu até o ano de 1996. Também teve o prefixo ocupado por um Busscar
Urbanuss, anos após, que ainda permanece na ativa.

O 50.15 passou bastante tempo, saindo da frota em 2005. O prefixo foi ocupado
por um Marcopolo Torino 1999 ex Atlântica/AL. Atualmente um Torino 2007 ex
Santo Antônio/RJ ocupa a vaga. Após sair da RSR, o Vitória seguiu para a
Transporte Popular. 

E finalmente, o 50.43 foi o que passou menos tempo. Veio usado em meados de
2000~2001 e permaneceu na frota até 2002. Foi substituído pelo atual ocupando,
um Marcopolo Viale.

Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.